Notícias Regionais

Videira vence o Prêmio Município Sustentável

 
Videira – O prefeito de Videira, Wilmar Carelli recebeu na manhã desta quarta-feira (12) o troféu de município vencedor na Categoria Regional do Prêmio Município Sustentável 2014 promovido pela Federação Catarinense de Municípios – FECAM. Videira concorreu com os outros 13 municípios membros da Associação dos Municípios do Alto Vale do Rio do Peixe (AMARP) e assegurou o primeiro lugar ao alcançar o índice de (0,729). A entrega dos trofeus aos vencedores foi feita no final da manhã no XII Congresso Catarinense de Municípios, após o painel “A importância dos indicadores na formulação de políticas públicas em gestão municipal”.

Essa é a primeira edição do prêmio, criado pela FECAM em parceria com as 21 Associações de Municípios de Santa Catarina, com o apoio institucional do Ministério Público de Santa Catarina e do IBGE e patrocínio da FECOMERCIO e da FACISC – Federação das Associações Empresarias de Santa Catarina.  A premiação utilizou como parâmetro o Sistema do Índice de Desenvolvimento Municipal Sustentável – SIDMS, da FECAM, e tem por objetivo valorizar os municípios que possuem os melhores indicadores, incentivando a cultura do planejamento, monitoramento e da formulação de políticas públicas baseadas nas informações estruturadas que integram o sistema.

Visa ainda estimular os municípios a elevarem o nível dos seus indicadores, possibilitando que ao longo dos anos haja o avanço no desenvolvimento sustentável municipal. O prêmio é dividido em 4 categorias nas quais foram considerados os municípios destaques nos índice estadual, geral, regional e nas políticas públicas sociocultural, econômica, ambiental, político-institucional, educação, saúde, cultura, habitação, participação social, gestão pública e finanças públicas). No total foram entregues 42 trofeus. Concorreram os 293 municípios do Estado de Santa Catarina que possuem dados disponíveis para apuração do IDMS 2014.

O IDMS é uma medida que avalia o nível de desenvolvimento sustentável de um município, considerando o equilíbrio no desenvolvimento das dimensões Sociocultural, Ambiental, Econômica e Político-Institucional. O objetivo do IDMS não é comparar o desenvolvimento sustentável entre municípios de um estado ou de uma região, e sim, possibilitar que os mesmos utilizem o IDMS como uma ferramenta de monitoramento dos indicadores e de planejamento das políticas públicas voltadas para o desenvolvimento sustentável.

Os números de Videira

O IDMS de 2014 apresentado pelo município de Videira é de0,729, correspondendo a um crescimento de 9,3% com relação ao IDMS de 2012 (0,667). De acordo com a classificação geral do IDMS de 2014, Videira encontra-se na 42ª posição em relação aos municípios do estado de Santa Catarina e em 1º lugar em sua
Microrregião (AMARP). Segundo o relatório divulgado pela Fecam a principal característica que potencializa o IDMS de 2014 de Videira é o Índice Político-Institucional, que apresentou valor em 2014 de 0,774, acréscimo de 30,5% com relação a 2012 (0,593), e identificamos que seu resultado se expressa principalmente pelo desempenho da Gestão Pública. O índice 0,871 apresentado em Gestão Pública indica que, de acordo com a Classificação Sustentável, o município apresenta um nível Médio Alto na eficácia, qualidade e capacidade de articulação na promoção do desenvolvimento sustentável. O desempenho das finanças públicas e da participação social, cujos índices são, respectivamente, 0,679 e 0,803, mostram condições a serem evoluídas para se buscar o desenvolvimento sustentável no município.

Índice Ambiental, cujo valor é de ,751,representando um aumento de 5,9% em relação ao índice de 2012,garante ao município o Nível Médio Alto, ou seja, a cobertura de saneamento básico, a preservação ambiental e a sua estrutura de gestão ambiental estão promovendo o bem-estar social e econômico com a preservação e manutenção dos valores e recursos naturais. As características econômicas do município, expressas através do Nível de Renda, do Dinamismo Econômico e da Agregação de Valor Econômico, também são relevantes para determinar o valor do IDMS de 2014. Nesse contexto, o município apresenta Índice Econômico de 0,666.

De acordo com a classificação de Desenvolvimento Sustentável, o município se encontra no Nível Médio, ou seja, o município apresenta condições moderadas para criar uma base econômica que seja capaz de garantir a geração de riqueza, emprego, renda e consumo com equidade social. Entretanto, considera-se ainda que existem demandas da sociedade e do setor econômico que precisam ser sanados com políticas públicas para que o índice possa  apresentar evolução. Por fim, o Índice Sociocultural mensura o nível de desenvolvimento do município através da Saúde, Educação, Cultura e Habitação. Seu valor em 2014 foi de 0,726, 6%, maior que o índice de 2012.

Silvia Palma
Assessoria de Imprensa
Foto: Fecam

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo