Notícias Regionais

Uso Racional de Medicamentos

 
No dia em que é comemorado do Dia Nacional pelo Uso Racional de Medicamentos, farmacêuticos estarão reunidos o dia todo prestando esclarecimentos a população

Criciúma – Com o objetivo de conscientizar para a importância do uso racional de medicamentos e levar informações a população, a Secretaria Municipal de Saúde, através dos seus farmacêuticos em parceria com o Conselho Regional de Farmácia de Santa Catarina (CRF/SC), a Farmácia Solidária Unesc e a Residência Multiprofissional em Atenção Básica/Saúde da Família, irão realizar na próxima segunda-feira, (05), Dia Nacional pelo Uso Racional de Medicamentos, uma campanha na Praça Nereu Ramos, das 9 horas às 16h.

De acordo com o secretário Municipal de Saúde, Paulo Conti, além de explicar a importância de se utilizar dos medicamentos de forma correta, a população poderá saber qual a forma correta de trabalho dos profissionais da área. “Esta é a oportunidade que temos para sensibilizar a população sobre o uso de forma correta dos medicamentos. Desta forma faremos com que as pessoas evitem a automedicação, o uso inadequado de medicamentos e principalmente evitem acidentes de intoxicações em crianças, adolescentes e animais domésticos. Dentro da cultural popular, a utilização de medicamentos de forma inadequada é comum ainda hoje, mesmo recebendo diversas orientações. Hoje a rede possui mais de 20 profissionais de farmácia que podem orientar a população em relação ao seu tratamento e tirar dúvidas sobre medicamentos”, declarou.

As pessoas que tiverem medicamentos para doar para a Farmácia Solidária terão um local apropriado no evento para fazer essa doação. Aqueles que tiverem medicamento com validade vencida, poderão fazer a mesma ação, para que posteriormente o mesmo seja descartado em local apropriado.

Conforme a coordenadora da Assistência Farmacêutica, Larissa de Oliveira, para que a população faça uso racional de medicamentos, é necessário em primeiro lugar, estabelecer a necessidade de uso do mesmo. “É preciso que o médico, farmacêutico e paciente façam sua parte corretamente no tratamento. O médico com a melhor escolha para aquela pessoa, o farmacêutico fornecendo as orientações necessárias e finalmente que o usuário utilize o medicamento conforme orientado e prescrito. Podemos neste dia refletir sobre a utilização de medicamentos e reservar um tempinho para analisar os medicamentos que temos em casa guardado, sendo que aqueles que não são mais úteis para nós, pode servir para outra pessoa, podendo então doar para a Farmácia Solidária, evitando assim a automedicação”, destacou Larissa.

Dados sobre uso de medicamentos

Hoje aproximadamente 35% dos medicamentos adquiridos são feitos através de automedicação, o que é um risco para o usuário, podendo levar até mesmo a óbito. Todo o medicamento, até o mais simples, pode causar efeitos indesejáveis graves, como reações alérgicas, problemas no estômago e hemorragias, dependendo da resposta do organismo. O uso incorreto de medicamentos pode atrasar o reconhecimento das doenças ou até mesmo agravá-las.

Dados alarmantes tornam cada vez mais importante a conscientização da população sobre medicamentos. “Cerca de um terço das internações ocorridas no país tem como origem o uso incorreto de medicamentos”, relatou Larissa. Estatísticas do Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas (Sinitox) da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) revelam que os medicamentos respondem por 27% das intoxicações no Brasil, e 16% dos casos de morte por intoxicação são causados por medicamentos.

Milena dos Santos
ai/UNO

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo