Notícias Regionais

Stéfani Pessin Di Domênico é a Rainha do Pálio do Vinho de Videira

Videira – Com jantar típico as cinco comunidades participantes do Pálio do Vinho cumpriram as duas primeiras tarefas da gincana. Elas apresentaram uma fotografia emoldurada da Igreja da localidade onde moram e contaram a história de sua construção, citando o ano de início da construção e as famílias que auxiliaram.

Mais de 450 estiveram presentes no desfile da escolha da rainha do Pálio do Vinho no qual a candidata Stéfani Pessin Di Domênico recebeu a coroa e a faixa de rainha. A 1ª princesa é Gécica Moreira e a 2ª princesa Izabella Zago Cachoeira.

A outra tarefa consistia em cada comunidade apresentar um casal de “nono e nana” com trajes de agricultores com camisa abotoada na frente e calça de tecido, vestido para as nonas, chepéu de palha, lenço, meias e botas de borracha ou de couro. Os nonos tiveram que portar uma cesta de vime com três itens da merenda na roça, enquanto as nonas deveriam apresentar uma roupa de batizado utilizada por alguém da comunidade e contar sua história.

“Começamos muito bem. Destaco que a nossa história foi contada pelos seus protagonistas, em tarefas que envolveram toda a comunidade. Tivemos uma comunidade que apresentou uma roupa de batismo de 86 anos, isso é história e deve ser compartilhado com toda a população, por isso a importância desta gincana cultural, que é o Pálio do Vinho”, destacou o secretário municipal de Turismo e Cultura – Clemir Schmitt.

A segunda etapa do Pálio acontece no dia 28 de junho, também na comunidade de São Pedro. As comunidades de Anta Gorda, Rondinha, Sede Etelvina, Aparecida e Rio das Pedras disputarão as provas competitivas, incluindo a prova que dá nome a competição que consiste em fazer o esmagamento das uvas com os pés. A comunidade vencedora leva o prêmio de R$ 1,5 mil e o direito de sediar a competição no próximo ano.

Saiba Mais

O Pálio do Vinho é uma gincana cultural que, além de resgatar a cultura e a história dos nossos colonizadores, proporciona momentos de integração e diversão entre os competidores. Cada equipe que participa da competição deve ser formada por 20 participantes, de todas as faixas etárias e trajados a rigor. É uma disputa saudável e um momento de descontração para todos os envolvidos. A 1ª edição foi realizada em 1999, copiando os moldes das comemorações da colheita da uva realizada na Itália. Em 2010, a pedido do prefeito Wilmar Carelli, a competição voltou a ser realizada no município, com uma nova proposta de parceria com as comunidades do interior. Neste ano, Rondinha sediou a competição. A 3ª edição foi realizada em 2011, na comunidade do Rio das Pedras. A 4ª edição aconteceu em 2013, no Rio das Pedras, e no ano passado Anta Gorda sediou a competição. A 6ª edição está acontecendo na comunidade de São Pedro.

Foto © Pedro Schaitel
ai/UNOPress

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo