Dicas de Turismo

Mais sol e menos chuva no Farol de Santa Marta em Laguna

Laguna – Perguntar para o “seo” Juca Silva, 76 anos, pescador dos Molhes da Barra, se vai chover em Laguna a resposta vem ligeira: “Que nada, o cabo de Santa Marta corta a trovoada. Espanta pra longe”. Sabedoria popular, envolto aos mistérios do tempo, a experiência e as observações passadas de gerações a gerações tem um fundo de verdade.

Quem afirma é o climatologista da Epagri/Ciram, Márcio Sônego, informa a previsão do tempo para toda a região e usa dados da estação metereológica instalada no Farol de Santa Marta. “A posição geográfica distante da encosta da Serra Geral é que faz a diferença”, disse.

Laguna e o Cabo de Santa Marta estão localizados em região do Estado de Santa Catarina com menor índice pluviométrico anual. “Nos meses de outubro a março, época mais quente do ano, as chuvas de fim de tarde são mais comuns e intensas quanto mais próximo à Serra Geral, e menos comuns e menos intensas em Laguna e, em especial, no Cabo de Santa Marta”, aponta.

Outra curiosidade é o maior índice de horas de brilho solar quando comparado ao interior da região. Laguna recebe 2161 mil horas de sol por ano, enquanto em Urussanga este valor é de apenas 1883 mil horas. Isto quer dizer que em Laguna o sol brilha mais do que no interior da região.

Porque no Farol de Santa Marta chove pouco ?

Márcio Sônego : Laguna e o Cabo de Santa Marta estão localizados em região do Estado de Santa Catarina com menor índice pluviométrico anual. Em Laguna, a média anual é de 1.400 mm de precipitação, pouco quando comparado aos 2.200 mm do Extremo Oeste Catarinense. Ali mesmo no Sul do Estado chove em média 1.800 mm nas encostas da Serra Geral, bem acima, do que chove em Laguna.

A posição geográfica, distante da encosta da Serra Geral é que faz a diferença. Nos meses de outubro a março, época mais quente do ano, as chuvas de fim de tarde são mais comuns e intensas quanto mais próximo à Serra Geral, e menos comuns e menos intensas em Laguna e, em especial, no Cabo de Santa Marta.

Dos meses de abril a setembro a chuva é melhor distribuída na região por ser influenciada pela passagem das frentes frias, quando então as encostas da Serra Geral tem menor influência.

O Cabo de Santa Marta em si tem sua influência por estar mais distante da Serra Geral. Além disso, as correntes oceânicas frias e a falta de montanhas nas proximidades têm influência no menor índice de chuva durante os meses quentes do ano.

Este verão para quem vai curtir uma praia terá mais tempo de sol ou chuva ?

Márcio Sônego: Inicialmente havia uma previsão de verão mais chuvoso devido à influência do fenômeno El Niño. Entretanto, o El Niño não se desenvolveu como o previsto, mantendo muito seco o tempo no mês de novembro e, muito provável também, que com menores índices de chuva nos próximos meses também.

A Estação Meteorológica no Farol funciona a quanto tempo ? Os dados são disponibilizados somente para os meteorologistas ?

Márcio Sônego: Havia uma estação meteorológica na cidade de Laguna que funcionou por 55 anos, de 1929 a 1984, que pertencia ao Instituto Nacional de Meteorologia. Neste período também havia medições meteorológicas no Farol de Santa Marta, mas de difícil acesso aos dados.

Em 2003, o Instituto Nacional de Meteorologia e a Marinha do Brasil de comum acordo instalaram uma estação automática no Farol de Santa Marta, cujos dados podem ser acessados on-line pelo site www.inmet.gov.br.

Sobre o vento nordeste qual a sua principal característica ?

Márcio Sônego: A orla marítima do Litoral Sul de Santa Catarina tem o vento nordeste como sua direção predominante, tendo o sudeste como segunda direção predominante. Nos meses de agosto a dezembro o vento nordeste apresenta-se mais forte e frequente, com velocidades de até 80 km/h no Cabo de Santa Marta, vindo a ser chamado de “Nordestão”.

Há situações em que o vento nordeste sopra moderadamente dia e noite, inclusive por mais de uma semana. O vento é nordeste quando tem presença do Anticiclone do Atlântico Sul próximo ao litoral do Sul do Brasil. Nos meses de inverno o vento sul também pode soprar com maior frequência quando da passagem da frente fria vinda do sul do continente.

A estação do cabo de Santa Marta (Laguna) e a estação do Morro da Igreja (Bom Jardim da Serra) têm registrado os ventos mais fortes de Santa Catarina.

Laguna tem alguma característica peculiar em seu clima ?

Márcio Sônego: Laguna tem suas peculiaridades climáticas que se destacam. Podemos elencar pelo menos quatro delas. A primeira é o pouco índice de precipitação pluviométrica anual, quando comparado ao Litoral Norte ou ao Extremo Oeste, ou mesmo, com a vizinha região das encostas da Serra Geral no interior do Litoral Sul.

A segunda, que depende da primeira, é o maior índice de horas de brilho solar quando comparado ao interior da região. Laguna recebe 2161 horas de sol por ano, enquanto em Urussanga este valor é de apenas 1883 horas. Isto quer dizer que em Laguna o sol brilha mais do que no interior da região.

Terceira característica é a incidência de ventos, em especial na primavera e início de verão, mais pronunciados ainda no período da tarde. Destaca-se o “Nordestão”, que em certos casos pode soprar por uma semana.

Em quarto lugar está a temperatura do ar, que oscila menos do que no interior da região devido ao efeito regulador térmico do Oceano Atlântico. É comum tardes de 35°C em Tubarão, enquanto o Farol Santa Marta está acusando apenas 25°C devido ao efeito refrescante das águas do oceano sobre o clima da orla marítima.

 

Paulo Roberto Cereja
Gisele Elis
Taís Sutero

ai/UNOPress

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo