Notícias Regionais

Situação de emergência em virtude da estiagem

ImageVideira – Segundo dados da defesa Civil Estadual, o município de Videira é o 54º de Santa Catarina a decretar situação de emergência por causa da estiagem em 2009. O Decreto foi assinado pelo prefeito Wilmar Carelli na manhã desta segunda-feira (20). “Há dias vínhamos registrando os reflexos da estiagem em nosso município e agora, não há mais como reverter as perdas por isso estamos decretando situação de emergência”, justificou Carelli, que visitou o interior do município para verificar os problemas.

Segundo o documento assinado pelo prefeito a medida foi adotada em virtude da falta de chuva que vem ocorrendo desde o final de fevereiro no município. A seca tem provocado prejuízos nas lavouras, na produção pecuária leiteira e principalmente a escassez de água para granjas de suínos e aves, consideradas as principais atividades sócio-econômicas de Videira.

De acordo com o levantamento feito pela Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente as perdas na produção leiteira já chegam a 50%. Nas lavouras de feijão, pelo menos 70% da safra que deveria ser colhida este mês foram perdidos e os produtores que apostaram no plantio de milho tardio também já amargam prejuízos.

“Neste momento a situação mais crítica está no fornecimento de água para os animais. Cerca de 120 propriedades rurais já estão com déficit neste setor, por isso, a Prefeitura trabalha a todo vapor para melhorar a captação das nascentes e ampliar os depósitos de água nesses locais”, aponta o secretário de Agricultura Celso Brancher.

O Decreto assinado pelo prefeito Wilmar Carelli prevê ainda que a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente e a Secretaria de Infraestrutura priorizem o atendimento aos produtores, no sentido de disponibilizar serviços para garantir o suprimento de água aos rebanhos e às famílias. “A assinatura deste Decreto também nos permite ir em busca de recursos junto aos Governos Estadual e Federal, além de permitir que façamos despesas emergenciais para amenizar as perdas”, aponta Carelli.

Perfuração de poço profundo acontecerá 24 horas por dia

O Decreto de emergência assinado nesta manhã pelo prefeito Wilmar Carelli também autoriza a empresa que está realizando a perfuração do poço profundo no Aqüífero Guarani, ao lado da sede da Casan, a ampliar o horário dos trabalhos. A perfuração estava sendo paralisada entre as dez horas da noite e as seis da manhã para não atrapalhar a população, no entanto, as obras estavam sofrendo um grande atraso.

“Pedimos a compreensão da população, pois esta obra garantirá que não nos falte água quando chegar o verão, e no ritmo que estava sendo executada, não seria finalizada a tempo”, explica o prefeito.

O projeto de execução aponta que a vazão do poço que está sendo construído pela Casan deverá ser de no mínimo 120 metros cúbicos por hora, o que corresponde ao triplo do consumo do município nos dias de hoje. Para armazenar toda essa água, a estatal irá construir 4 novos reservatórios em pontos estratégicos da cidade.

“São boas notícias para o município, porque essa obra prevê a demanda de água para os próximos 20 anos. E a população já será beneficiada a partir do próximo verão, ou seja, entre outubro e novembro deste ano, Videira não sofrerá mais com a falta de água”, relata Carelli.

Fonte:Silvia Angélica Palma
Assessora de Comunicação

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo