Notícias Regionais

Secretaria Municipal de Saúde articula ações para diminuir números da Aids em Videira

Videira – Números do Programa DST/AIDS de Videira apontam que a Secretaria Municipal de Saúde acompanha atualmente 127 portadores do HIV. Destas pessoas, 121 são adultas e 6 são crianças. Os homens são maioria com 64 casos, contra 57 de mulheres. Somente neste ano, o Programa já registrou 14 novos casos e também 2 óbitos. É para diminuir essa estatística que a Secretaria Municipal de Saúde está realizando uma série de treinamentos para formar multiplicadores no trabalho de prevenção.

Nesta terça-feira (24), a programação aconteceu no auditório da Amarp e foi dirigida aos profissionais de saúde. Durante todo o dia, profissionais que atuam nos postinhos de saúde dos bairros, postos de Estratégias de Saúde da Família, Centro de Atenção Psicossocial (Caps), Pronto Atendimento Médico (Pam), Pame 24 horas, agentes comunitários de saúde, psicólogos e assistentes sociais receberam informações para agirem como multiplicadores de ações preventivas. “Nossa intenção é criar uma ampla rede de profissionais capacitados e preparados para instruir as pessoas e até a estimulá-las a se prevenir, já que a Aids e as DST´s muitas vezes são tratadas como tabus e carregam o estigma de que só acontecem longe da gente”, explica a coordenadora do Programa DST/AIDS – Carla Felício, que organizou o treinamento, em parceria com a enfermeira Eni da Gerência Regional de Saúde.

Segundo secretário de Saúde – Sandro Caregnat, aos participantes foram repassadas informações teóricas sobre a doença, além do desenvolvimento de atividades práticas e dinâmicas de grupo. “Este treinamento terá mais uma etapa, que acontecerá na sexta-feira, quando vamos capacitar esses profissionais, para fazer os testes de HIV, nos postos dos bairros, no Caps e no Pame. Hoje, esse exame só é realizado no Pame e agora, cumprindo um compromisso do prefeito Wilmar Carelli e do vice-prefeito Dr. Jorge, de ampliar os serviços de saúde,  vamos descentralizar os exames e facilitar o acesso da população”, diz.

Prevenção também nas Escolas

O processo de conscientização deve começar desde cedo. Assim acredita o secretário de Saúde – Sandro Caregnato que abriu nesta quarta-feira (25), a capacitação sobre DSTs/Aids, direcionada para alunos e professores da Rede Municipal de Ensino. O treinamento acontecerá nesta quarta e quinta-feira, no Cetrevi e está reunindo alunos de 7ª e 8ª séries. “Firmamos uma parceria com a Secretaria de Educação que também é parte essencial nesse trabalho de prevenção e conscientização e vamos formar vários multiplicadores para atuarem dentro das escolas”, ressalta Caregnato.

A enfermeira Carla Felício destaca que para trabalhar com os adolescentes foram convocados enfermeiras, psicólogos e professores. Entre os assuntos abordados com os alunos estão: sexualidade, conhecimento dos órgãos sexuais e reprodutores, mudanças fisiológicas na adolescência, prazer e responsabilidade, além da prevenção com o uso de preservativos, que é considerada  uma das maneiras mais eficazes de evitar o contágio, uma vez que a maioria dos infectados adquiriram o vírus por relações sexuais.

De acordo com Carla, depois de instalado no organismo o vírus HIV demora de oito a dez anos para se manifestar e quanto mais tarde a pessoa descobre que está com AIDS, mais difícil fica o tratamento. “E quem desconhece que está com o vírus acaba infectando outras pessoas, disseminando ainda mais o HIV. Por isso, quem tem uma vida sexual ativa e faz sexo sem preservativo deve procurar o Posto de Saúde e realizar o teste gratuitamente. Quanto antes a doença for descoberta, melhor será a qualidade de vida do paciente”, diz.

AI/Redação 24 horas

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo