Notícias Regionais

R$ 5,6 milhões na mobilidade urbana de Blumenau

Blumenau – Conscientes dos desafios na área de mobilidade urbana em Blumenau, o Governo Municipal, por meio da Secretaria de Obras, está investindo em novas alternativas para facilitar o fluxo na cidade. Nesta quinta-feira, dia 4, no período da tarde, serão conhecidas as propostas das empresas interessadas em executar quatro diferentes projetos que visam melhorias no deslocamento da população. O valor estimado destes estudos, que definem os traçados e a engenharia que será aplicada, é de R$ 5,6 milhões.

Esta é a penúltima etapa da licitação de elaboração de projetos dos Corredores Estruturais Norte, Oeste e Sul, além de um Binário na República Argentina. Os interessados passam por criteriosa avaliação conforme estabelecido em contrato com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que financia os recursos. Após conhecer as propostas, uma comissão vai avaliar as técnicas, preços e documentações das interessadas em desenvolver os projetos. Todas as cinco licitações contemplam estudos preliminares, projeto básico e executivo, viabilizando o início das obras.

“Nossa intenção é garantir que exista mobilidade, reduzindo os impactos do trânsito no cotidiano dos cidadãos”, ressalta Paulo França. O Secretário de Obras complementa lembrando que a cidade apresenta uma frota crescente de veículos. “Hoje, aproximadamente 227 mil automóveis, caminhões, motos e ônibus circulam em Blumenau. o que evidencia a importância destes investimentos que estamos projetando”, explica o gestor.

Com a elaboração do projeto, o Governo Municipal define como ficará, por exemplo, a rodovia Dr. Pedro Zimmernann, na Itoupava Central. A via será contemplada com o Corredor Estrutural Norte, um projeto que inclui estudos em 13 km de extensão, desde o Terminal Urbano do Aterro até o novo Terminal das Itoupavas. Apenas nesta fase estima-se que serão necessários R$ 2,2 milhões para viabilizar a elaboração do projeto.

No Corredor Estrutural Oeste, a comunidade encontrará mais facilidade na mobilidade entre a Ponte do Badenfurt e a Rua Humberto de Campos – que também receberá intervenção do município, com as obras de prolongamento -, permitindo melhorias para acessar a BR-470. O trecho estimado de intervenção é de 5 mil metros. A elaboração do projeto deve custar cerca de R$ 1,3 milhão.

A região Sul da cidade, que também é contemplada com as mudanças, receberá melhorias na ligação entre os Terminais Urbanos do Garcia e Fonte. O custo destes estudos é de R$ 1,55 milhão e inclui um trecho de aproximadamente 5 km.

Já o Binário da República Argentina, inclui o prolongamento da rua Chile, tem um valor estimado de R$ 462 mil. A expectativa do Governo Municipal é assinar as ordens de serviços no mês de agosto deste ano.

ai/UNO

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo