Notícias Regionais

Prefeitura e Governo do Estado querem agilizar empréstimo do BNDES

Joinville – O prefeito de Joinville, Carlito Merss, recebeu na manhã desta segunda-feira (25/5), a visita do secretário de Estado da Infraestrutura, deputado federal Mauro Mariani. Em pauta os encaminhamentos finais do financiamento de R$ 40 milhões junto ao BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social. Participaram da reunião o secretário interino de Infraestrutura, arqº Luiz Alberto de Souza (Presidente do IPPUJ), o secretário de Planejamento, Eduardo Dalbosco, técnicos das secretarias de estado da Infraestrutura e Desenvolvimento Regional de Joinville e Fundação IPPUJ.

Segundo o secretário Mauro Mariani, o BNDES aceitou as garantias oferecidas pelo governo do Estado para iniciar o processo de financiamento e propôs a criação de um grupo gestor formado por técnicos da Secretaria de Infraestrutura, SDR, SEPLAN e IPPUJ. O objetivo é ir ao BNDES se reunir com os técnicos do Banco e dar os encaminhamentos finais para assinatura do convênio.

O recurso é destinado para obras de infraestrutura urbana no município de Joinville e fazem parte do Programa de Modernização do Sistema Integrado de Transporte. Estão contempladas obras em importantes eixos estruturais como a abertura da rua Max Colin (ligando a rua XV de Novembro), binário do bairro Vila Nova e a abertura da avenida Almirante Jaceguay no bairro Costa e Silva.

Pavimentação das linhas alimentadoras de transporte e 50 km de ciclovias. Modernização nos terminais de ônibus com a integração intermodal (bicicleta – ônibus). Medidas moderadoras de trafego nas vias em frente as escolas públicas. Implantação do Museu do Transporte na Estação Ferroviária de Joinville. Conclusão da pavimentação asfaltica de importantes vias como Albano Schmidt, Tuiutí, Rui Barbosa, entre outras.

Fonte:Clailton Breis
Assessoria de Comunicação

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo