Notícias Regionais

Prefeitura apresenta estudo preliminar do Teatro Municipal de Joinville

Joinville – A comunidade cultural e a classe artística da cidade teve acesso nessa terça-feira (13/04), no Centreventos Cau Hansen, aos estudos preliminares do novo Teatro municipal de Joinville. Mais de 30 pessoas, entre produtores culturais, promotores de eventos e imprensa, prestigiaram o evento que teve como objetivo principal iniciar o processo de discusão sobre a implantação do equipamento público. O evento foi coordenado pela Fundação Cultural de Joinville (FCJ) em conjunto com a Fundação Ippuj.

Segundo o gerente da Fundação Ippuj, arquiteto Marcel Virmond Vieira, a proposta foi desenvolvida em conjunto pela Fundação Cultural (FCJ), Fundação Ippuj e Escola do Teatro Bolshoi e também serão colhidas informações dos produtores que irão utilizar o espaço cultural. "A próxima etapa será colher contribuições de artistas e produtores para que tenhamos em Joinville um dos melhores teatros do Brasil", ressaltou Vieira.

O diretor-presidente da FCJ, Silvestre Ferreira, que juntamente com a equipe do Ippuj conduziu os trabalhos de apresentação do projeto, destacou que a obra foi pensada "de dentro pra fora", ou seja,pensou-se primeiro nas necessidades técnicas do edifício para depois trabalhar a fachada. "É nosso objetivo ao chamar os produtores culturais, os artistas, as pessoas que irão utilizar este espaço é justamente o da transparência, e o do aprimoramento do projeto", ressaltou.

O prédio terá capacidade para cerca de mil pessoas e estrutura para receber grandes espetáculos, com fosso da orquestra com capacidade para 60 músicos, elevadores de acesso, balcões e ampla área de movimentação de cenários e pessoal de produção.

Também estão contempladas salas de ensaio e estúdio para orquestra, coral municipal e grupos de teatro, estúdio de áudio e vídeo, além de ser a sede da Companhia Jovem do Teatro Bolshoi. "Em breve estaremos recebendo o apoio de consultores do Ministério da Cultura, que irão orientar a equipe técnica na contratação dos projetos de acústica e cenotécnia – frisou Viera.

O investimento da obra será na ordem de R$ 18 milhões, sendo R$ 6 milhões do governo do estado de Santa Catarina e R$ 8 milhões repassados pelo Ministério da Cultura. A princípio, o local escolhido para sediar o projeto é junto ao Complexo Centreventos, com face para a rua Orestes Guimarães. O início da construção está prevista para acontecer em 2011.

O presidente do Instituto Festival de Dança, Ely Diniz, parabenizou a administração pela iniciativa de apresentar o projeto à comunidade e pela disposição de ouvir e acatar contribuições.

Assessoria de Imprensa

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo