Notícias Gerais

Pós-graduação ou intercâmbio?

Para especialista, universitário deve ter consciência de que o intercâmbio é mais indicado numa determinada fase da vida, enquanto que a pós-graduação pode ser feita ao longo da carreira

Uma dúvida muito recorrente para o jovem que está para se formar é sobre o melhor caminho a seguir no desenvolvimento de sua carreira. Duas possibilidades mais comuns são manter a continuidade dos estudos em seu país, numa pós-graduação, e morar no exterior, em regime de intercâmbio cultural.

Marcelo Abrileri, presidente da Curriculum.com.br e especialista em recolocação profissional e orientação de carreira, afirma que, na verdade, uma coisa não exclui necessariamente a outra. “O importante é que o jovem saiba o que pode ser mais vantajoso para a carreira que ele escolher. Igualmente importante é ter a consciência de que o intercâmbio é algo muito mais indicado durante determinada fase da vida, quando se é bem jovem e no início da carreira, enquanto a pós-graduação pode ser feita tranquilamente mais tarde, ou em qualquer idade.”

Ambas as experiências são valorizadas pela área de Recursos Humanos nas organizações. Abrileri ressalta, então, as vantagens de cada uma:

Intercâmbio

– vivência cultural no exterior;
– aprendizado e/ou aperfeiçoamento de outro idioma;
– maior gerenciamento das próprias economias pelo candidato;
– imersão em ambiente novo e em geral totalmente diferente do tradicional;
– aprendizado e adaptação a mudanças;
– possibilidade de estudo no exterior.

Pós-Graduação

– aprimora conhecimentos específicos;
– pode ser realizada a qualquer tempo após a graduação;
– especializa o candidato numa carreira já escolhida e muitas vezes já vivenciada;
– favorece o networking com pessoas que atuarão no futuro segmento do candidato;
– auxilia numa eventual mudança de área na carreira.

E para candidatos que só podem fazer uma das coisas? “O intercâmbio, como praticamente é feito num momento específico da vida – enquanto se é jovem – pode ser priorizado. Ter vivência no exterior não é algo apenas atraente para quem contrata, mas uma experiência única, que pode enriquecer a pessoa ao longo de toda sua vida profissional e pessoal. A pós-graduação pode ser feita mais tarde, e certamente o candidato que já tenha um intercâmbio em sua bagagem encontra oportunidades que o auxiliem a custear a continuidade de seus estudos”, conclui Marcelo.

ai/UNO

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo