Comportamento

Piloto do Vôo AF447 dormiu apenas uma hora na noite anterior

O Comandante Marc Dubois do Vôo Air France 447 em que morreram 228 pessoas, dormiu apenas uma hora na noite anterior ao vôo. A notícia veio à tona hoje.

Em um relatório incriminador que trata sobre as longas horas de vôo, parecia que os co-pilotos também estavam perigosamente cansados. E na tempestade tropical daquele dia fatídico não foram capazes de controlar o avião. E mesmo quando o Marc Dubois, o comandante de 58 anos voltou, eles estavam em pânico demais para dizer o que estava acontecendo.

Uma análise detalhada de dois gravadores de vôo da caixa preta estabeleceram que os sensores de velocidade estavam com defeito – provavelmente porque eles tinham congelado. Mas o fato novo é que a gravação revela Dubois dizendo: “eu não dormi o suficiente na noite passada. Uma hora – não é suficiente “.

A revista francesa, Le Point, obteve um relatório anterior e que não foi revelado sobre a tragédia, que diz ter Dubois “resmungado” com menos de uma hora e meia de vôo sobre seu sono.

Os pilotos tinham passado a noite anterior no Rio de Janeiro, com suas esposas  e namoradas, e não pareciam  estar alerta o suficiente para lidar com o “stall” em alta-altitude. Eles ignoraram os procedimentos normais e levantaram, em vez de baixar, o nariz do avião quando perdeu a sustentação – ou ‘stall’. O resultado foi uma queda de 3 minutos e meio até tocar o oceano.

A autoridade de segurança da aviação francesa já emitiu um relatório que está de acordo com um inquérito 365 páginas que confirma que o “comandante havia falhado em suas funções” e “impediu que o co-piloto de reagir adequadamente”.

Juízes franceses lançaram uma investigação criminal sobre a Air France e a Airbus por homicídio culposo.

Os Co-pilotos Bonin e Robert já colecionavam 2.900 e 6.500 horas de vôo, respectivamente, em comparação com Dubois que já tinha 11.000. Apesar disso, Dubois levou mais de um minuto para responder aos pedidos de ajuda. Em vôo, um minuto é tempo demais.

Um juiz já ordenou a Air France a pagar cerca de Libras 120.000 (apóx R$ 360 mil reais) em compensação às famílias de cada vítima, mas este valor é provisório e provavelmente aumente substancialmente.

Air France reviu e melhorou seus procedimentos de treinamento desde o acidente.

DailyMail/UNO

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo