Opinião

Ôba, 2010 enfim!

Image

Mauro Queiroz

Para muita gente 2010 poderá ser somente mais um ano, Como aqueles anos em que recebemos felicitações de prosperidade, de paz, de muito dinheiro no bolso e saúde para dar e vender. Quem sabe foi assim que começamos 2009? Talvez com uma carga pesada de esperança que agora já fenece e as apostas estão para o ano novo?

 Aos leitores que me acompanharam neste ano de 2009, lendo meus artigos, dando opiniões e enviando emails, Agradeço de coração.

Quero dizer que precisamos agir diferente dessa vez. Os sentimentos e a disposição mental não podem ser os mesmos. Portanto, aqui vai umas dicas para que 2010 seja o ano das nossas vidas.


Primeiro, é que se não tivermos do que agradecer em 2009, dificilmente 2010 será diferente. É como se achássemos que as felicitações que recebemos e os votos que damos aos outros tem força em si mesmos. Acredito que os votos que recebemos não são suficientes para mudar nossa vida, Portanto, a nossa disposição mental e espiritual são muito mais determinantes nesta virada de virada de ano.

É preciso que uma gratidão imensa esteja no coração. Se pensarmos que 2010 será nossa tábua de salvação, siginificará que perdemos toda a lição de 2009, e que não estamos prontos para viver uma vida feliz, porque ainda cometemos os mesmos erros. Devemos agradecer pelas amarguras que passamos, Afinal, elas serviram de lição e foram parte de um aprendizado divino. Também não podemos entrar o ano novo magoados com pessoas, feridos e caídos.

Estes sentimentos fazem-nos acreditar enganosamente que a simples passagem de ano. O primeiro minuto de 2010, será como um mântra, um momento astral de invocação de bons fluídos. Podemos também enganosamente pensar que a virada é um momento mágico; que vestidos de branco traremos paz e que haverá mudança no ano novo somente porque o leitão na mesa fussa pra frente; que a virada apagará tudo que vivemos somente porque o ano novo chegou. Não será assim! A gratidão lava a alma! Sara as feridas que ninguém vê! Prepara-nos para um novo tempo. O coração grato por tudo que acontenceu, aplaina o futuro. Escreve um começo que necessariamente não precisa ser novo, pois pode até mesmo ser um caminho antigo que simplesmente decidimos deixar para trás.

Segundo, devemos perdoar. Lembre-se que perdão não é resultado de um sentimento mas resultado de uma decisão. As vezes esperamos sentir paz para então perdoar. Na verdade é o contrário. Precisamos perdoar para sentir paz. Não entre o novo ano magoado com alguém, isto levará você para uma queda sem fim como quem cai de uma montanha de neve.


O coração magoado e ferido não consegue enxergar as coisas novas e boas que vão passando por nossa vida. Pois estaremos muito focados na dor que temos. Também, é preciso pensar que a mágoa leva-nos a errôneamente crer que todos são iguais e aí nossas chances de felicidades ficam limitadas e cada vez mais reduzidas a quase nada.

Terceiro, o ano de novo não será feliz porque a felicidade está nele. Para que o ano novo traga todas as coisas boas que desejamos, a atmosfera da nossa vida já deve ser de paz, saúde e felicidade. Às vezes a atmosfera da nossa vida é como uma nuvem negra que nos acompanha ao cinema, ao trabalho, nas relações, etc. Estamos tão absolvidos por esta nuvem que somente atraímos mais e mais coisas ruins.

Acredite, tudo de bom esteve o tempo em 2009. Mas, você pode não ter conseguido atraí-las para si. Mude esta atmosfera concentre-se nas coisas boas e verá o quanto de coisa boa está além dessa nuvem… bem pertinho.

Que desde agora a atmosfera da sua vida seja de paz, alegria… senão as felicitações serão somente palavras, nada mais que palavras.


Feliz Ano Novo!

[email protected]

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios