Notícias Regionais

O maior Réveillon do Vale Europeu é em Blumenau

O tempo colaborou e milhares de pessoas prestigiaram o Réveillon de Blumenau, o maior do Vale Europeu. A festa começou às 17h e foi marcada por várias apresentações musicais e pelo show de fogos de artifício que encantaram blumenauenses e turistas. De acordo com a organização, 75 mil pessoas estiveram presentes na comemoração. “Mais uma vez a festa do réveillon superou nossas expectativas. Foi um sucesso”, comemora o diretor de Planejamento e Promoções da Secretaria de Turismo e coordenador do evento, Elson Campos Ferreira.

O primeiro a subir ao palco foi o DJ Duda que promete balançar os participantes até às 20h. Depois é a vez da apresentação da Família Oliveira, um grupo referência na região por levar ao público o samba de raiz. No repertório, músicas de artistas consagrados como Cartola, Martinho da Vila, João Nogueira entre outros. Já às 22h é a vez da Banda Society que promete balançar o esqueleto dos participantes com diversas músicas e coreografias empolgantes.O momento da virada do ano será marcado pelos de fogos de artifício que vão durar 15 minutos e iniciam em dois pontos. Será um show piro-musical, onde há sincronia entre fogos de artifício e música.

No fim, uma surpresa promete encantar a todos. “Nada melhor que uma surpresa para abrilhantar a noite, emocionar o público e fortalecer o sentimento de amor e paz em mais um ano que se acaba”, adianta o diretor de Planejamento e Promoções da Secretaria de Turismo e coordenador do evento, Elson Campos Ferreira.

Conforto e Segurança

O Réveillon em Blumenau terá uma ampla estrutura à disposição do público. O espaço contará com praça de alimentação, cem banheiros – vinte a mais que no ano passado, torres de som e equipe de saúde da Unimed. A segurança também foi reforçada e vai contar 80 profissionais para garantir o bem estar de quem frequentar a festa. “Além da segurança privada, teremos um reforço no policiamento”, conta Elson. Além disso, telões serão instalados para que aqueles que não estejam perto do palco possam acompanhar a desempenho das bandas.

Felipe Rodrigues
ai/UNO

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo