Notícias Regionais

Novo reservatório foi entregue nesta segunda (22) em Joinville

Joinville – A Companhia Águas de Joinville entregou às comunidades da zona Oeste da cidade, nesta segunda-feira (22), o novo reservatório da Vila Nova (R5). Com capacidade para 2 milhões de litros, o novo reservatório de água tratada funcionará como importante instrumento no abastecimento das
regiões da Vila Nova e nos bairros Morro do Meio, Anita Garibaldi e proximidades.

A solenidade de vistoria e entrega do novo reservatório foi marcada para começar as 11 horas e contou com a presença do prefeito Carlito Merss, do vice Ingo Butzke, do presidente da Companhia Águas de Joinville Atanásio Pereira Filho, secretários municipais e lideranças políticas e
comunitárias.

Na opinião dos especialistas, os moradores e empresas da região agora terão autonomia de pelo menos 12 horas no caso de parada no fornecimento de água em eventuais desligamentos das bombas da Estação de Tratamento de Água do Piraí, além de dar mais vazão nas localidades mais altas da região.

Atender a crescente demanda


Conforme os técnicos da Companhia Águas de Joinville, o novo reservatório veio substituir um antigo, com capacidade para apenas 250 mil litros, e que já não supria as necessidades dos moradores da região. A instalação do reservatório, com capacidade oito vezes maior que o anterior, deve tornar
perene o fornecimento e atender a crescente demanda do comércio, indústria e moradores locais.

Este novo reservatório também integra um conjunto de obras, com a construção de novas adutoras, ramais e outros grandes tanques de reservação, necessários para garantir, com qualidade, o fornecimento de água para os joinvilenses.

Tecnologia

O novo reservatório da Vila Nova, além de importante obra pública, também é exemplo de inovação tecnológica. Ao contrário das antigas "caixas-de-água" que em geral eram construídas em concreto ou tanques de aço pintado, o R5 foi construído com a mais avançada tecnologia no ramo.


Conforme o engenheiro e gerente de Produção e Controle de Qualidade da Companhia Águas de Joinville, Márcio Ravadelli, a montagem do novo instrumento foi feita com utilização de chapas parafusadas de aço vitrificado. Essa tecnologia, além de baixo custo operacional e facilidade na
limpeza, oferece também agilidade na montagem, o que influiu no tempo de entrega da obra.

Em Santa Catarina, além de Joinville, apenas a cidade de Joaçaba tem um reservatório com a mesma tecnologia. A nova estrutura, importada da Inglaterra, é composta de chapas de aço calandradas e revestidas por camada de vidro, fundidas na mesma peça. O baixo custo de manutenção, além da facilidade para instalação e melhor qualidade de conservação da água
pesaram na escolha da nova tecnologia.

O custo total da obra está estimado em aproximadamente R$ 1,4 milhão, incluindo a urbanização total do acesso, com drenagem, pavimento rígido em concreto armado, postes de iluminação, plantio de grama nas laterais da via e na área do reservatório e instalação de cercas para proteção da área.

Fonte:Secretaria de Comunicação (Prefeitura Municipal de Joinville)


Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios