Comportamento

No futuro os ricos serão como Deuses Cyborgs

No futuro os ricos serão cyborgs ao fundirem-se gradativamente com tecnologias diversas como computadores, smartphones, mecânica, etc. Esta seria o que poderia se chamar a “maior evolução em biologia” desde que a vida surgiu. É o que afirma Yuval Harari Noah, um professor da Universidade Hebraica de Jerusalém, que acredita que a mudança radical acontecerá nos próximos 200 anos.

Prof Harari, que escreveu um livro marcante sobre a história da humanidade, disse que a humanidade iria evoluir até se tornar como os deuses com o poder sobre a morte, e ser tão diferentes dos humanos de hoje como estamos de chimpanzés.

Ele argumentou que os seres humanos como uma raça foram impulsionados pela insatisfação e que não serão capazes de resistir à tentação de fazerem “upgrades” em si mesmos, seja pela engenharia genética ou pela tecnologia.

“Nós estamos programados para estarmos insatisfeitos”, disse o professor Harari. “Mesmo quando os seres humanos obtém prazer e realizações nunca é o bastante. Queremos sempre mais e mais.


“Eu acho que é provável que nos próximos 200 anos ou mais o homo sapiens irá atualizar-se em uma idéia de um ser divino, seja através da manipulação biológica ou de engenharia genética criando cyborgs, que seremos meio humanos meio máquinas, ou parte parte orgânica e não-orgânica.

“Vai ser a maior evolução em biologia desde o aparecimento da vida. Nada realmente mudou em quatro bilhões de anos biologicamente falando.

No entanto, ele advertiu que a tecnologia cyborg seria restrito aos mais ricos da sociedade, e isso irá alargar o fosso entre ricos e pobres na na estrutura social. No futuro, o rico pode ser capaz de viver para sempre, enquanto os pobres se extinguiriam aos poucos.

Segundo o mais recente livro do Prof Harari intitulado Sapiens: Uma Breve História da Humanidade que foi publicado originalmente em hebraico sob o título Uma Breve História da Humanidade, os humanos se tornaram uma espécie tão dominante por causa da nossa capacidade de inventar “ficções” que mantiveram a sociedade coesa, como a religião, o dinheiro e a idéia de direitos humanos fundamentais, que não têm nenhuma base na natureza.


Devido os avanços tecnológicos o ser humano irá se considerando mais e mais poderoso a ponto de achar que não precisam mais das “muletas dos Deuses”. Já se percebe alguém dizendo que não precisamos mais de Deus mas apenas de tecnologia. Todos os sentindos da tecnlogia, seja genética, cura, medicina, informática, robótica, etc.

Baseada no livro de Harari, a crença em Deus permite que os seres humanos cooperem de forma flexível, e co-existam em grandes sociedades. Com a religião é fácil de entender. Você não pode convencer um chimpanzé a dar-lhe uma banana com a promessa de que irá receber mais 20 bananas no céu dos chimpanzés. Ele não vai fazer isso. Mas os seres humanos acreditam nisso.

A maioria dos sistemas legais são baseados em direitos humanos, mas é tudo uma questão de fé. O dinheiro é a história mais bem sucedida de todos os tempos. Você tem os contadores de histórias mestres, os banqueiros, os ministros das Finanças dizendo-lhe que o dinheiro vale alguma coisa. Não é. Tente dar dinheiro a um chimpanzé. É inútil.”

Ao longo de quase toda a história da Terra, as ameaças vêm da natureza, mas a partir de agora, os piores perigos vem de nós – e inteligência artificial especificamente.


Harari também diz que por qualquer definição de “pensar”, a quantidade e intensidade que é feito pelo cérebro do tipo humano orgânicos vai, no futuro ser inundado pela inteligência artificial.

Há limites químicos e metabólicos ao tamanho e capacidade de processamento de cérebros orgânicos. Talvez os seres humanos já estejam próximos a estes limites já. Mas não existem tais restrições em computadores.

ai/UNOPress


Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios