Notícias Regionais

Merenda Escolar de Criciúma tem cardápio frio para os dias quentes

Após teste de aceitabilidade, torta de bolacha será distribuída para alunos do período parcial a partir de março

Criciúma – Uma nova alternativa para os dias quentes foi adotada pela Central de Processamento da Merenda Escolar. Uma receita de torta de bolacha será integrada ao cardápio da rede municipal de ensino a partir do mês de março. A novidade teve 95% de aprovação por parte dos alunos da escola Caetano Ronchi, no bairro São Defende, onde um teste de aceitabilidade foi realizado na tarde desta sexta-feira (20).

Após a prova do alimento, questionários foram aplicados para 60 estudantes pelas nutricionistas da Central Bruna Izidro e Juana Réus. Deste número, 57 alunos responderam que gostaram do novo prato. Apenas dois afirmaram não gostar e um estudante escolheu a opção “indiferente”. “Adotamos este prato mais pensando na temperatura, por uma questão sazonalidade. Estamos no verão e só servimos pratos quentes e a torta de bolacha refrescante”, explica Bruna.

O alimento será distribuído apenas aos alunos do período parcial da rede municipal. Acostumada com pratos como risoto, sopa e minestra, Gabriela, do 4º ano da Escola Caetano Ronchi reconheceu e aprova o objetivo da Central em diferenciar a alimentação que chega aos alunos. “A torta de bolacha ficou ótima. Eu gosto de chocolate e ficou mais gostoso com a bolacha junto”, frisou a estudante.

O teste de aceitabilidade é uma exigência da lei e a escolha da instituição é feita de forma aleatória, afirmou a nutricionista. “A cada prato novo o teste precisa ser feito e é preciso que 85% dos alunos aprovem o alimento”, afirma. Em março, a Central da Merenda distribuirá em três dias da semana aproximadamente 400 tortas de bolacha para todos integrantes da rede incluídos no período parcial.

Denise Possebon
ai/UNOPress

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo