Notícias Gerais

Mar agitado com previsão de ressaca em toda a costa sul e sudeste do Brasil

A formação de uma área de baixa pressão no oceano ao longo da costa do Sul e do Sudeste do Brasil provoca vento intenso em alto-mar nos próximos dias. Segundo a Climatempo Meteorologia, isso causa a formação de ondas que deixam o mar agitado, com previsão de ressaca no litoral dessas regiões.

Nas praias do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina a quinta-feira será de mar agitado, com ondas por volta de 2,5 metros de altura. A ondulação do mar passa de sul a sudeste. Na sexta-feira a agitação marítima aumenta, com ondas chegando a três metros. A ondulação do mar é de sudeste. O mar fica agitado também no litoral do Paraná. A partir de sábado a altura das ondas diminui, mas o mar ainda fica agitado na costa da região Sul.

Na semana que vem, a passagem de mais uma frente fria que avança rapidamente pelo litoral do Rio Grande do Sul provoca vento forte sobre o oceano, o que volta a deixar o mar agitado na costa da dos estados do Sul.

No litoral do Sudeste o mar sobe a partir da tarde de quinta-feira, com onda chegando a 1,5 metro no litoral de São Paulo e do Rio de Janeiro. A ondulação do mar é de sul. Na sexta-feira o mar fica bem agitado na costa desses dois estados, com previsão de ressaca. A altura das ondas fica por volta de dois metros no litoral de São Paulo e chega a três metros no litoral do Rio de Janeiro. A agitação marítima aumenta também na costa capixaba, com ondas de até dois metros. A ondulação do mar é de sul. No fim de semana o mar ainda fica agitado nas praias do Sudeste, mas a tendência já é de diminuição na altura das ondas.

Sobre o Grupo Climatempo

O Grupo Climatempo é a maior empresa privada de meteorologia da América Latina. Uma holding formada pela Climatempo Consultoria, Agência Climatempo, a TV Climatempo e a CLIMANET (Internet, serviços de tecnologia e informática). Atualmente, o Grupo Climatempo fornece conteúdo para os principais portais do país, mais de 50 retransmissoras de televisão do Brasil e tem cerca de mil clientes. Os dois principais segmentos atendidos são o de agronegócios e meios de comunicação. Além destes, fornece conteúdo meteorológico estratégico para produtoras, a indústria eletroeletrônica e têxtil, comércio, moda e turismo, entre outros setores.

O Grupo é presidido pelo meteorologista Carlos Magno, um dos precursores da profissão no País, com mais de 23 anos de carreira, que ajudou a mudar a cultura que o brasileiro tinha sobre a meteorologia. O Grupo Climatempo conta ainda com Ana Lúcia Frony vice-presidente, Renato Urbinder, sócio-diretor (Diretor de Negócios e Projetos Especiais), e os diretores executivos Gilca Palma (Climatempo Meteorologia), André Madeira (Agência Climatempo) e o jornalista Paulo Polli (TV Climatempo) no Conselho Consultivo.

ai/UNO

 

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo