Notícias Regionais

Magno Bollmann recebe prêmio na abertura da Semana do Meio Ambiente de São Bento do Sul

O prefeito de São Bento do Sul Magno Bollmann recebeu o prêmio “Desempenho Ambiental”. A condecoração feita pelo Conselho Municipal de Meio Ambiente – Comdema teve por objetivo homenagear o cidadão são bentense pelas suas ações e atitudes voltadas a preservação do meio ambiente.

A premiação aconteceu durante a abertura da Semana do Meio Ambiente na Sociedade Bandeirantes. Em seu discurso o presidente do conselho, Charles Costi, ressaltou que este foi o primeiro ano do prêmio que tem a intenção de identificar pessoas e empresas que realmente estejam comprometidas com as causas ambientais.

Magno agradeceu o carinho e frisou que cuidar do meio ambiente é função de todos. “Se não cuidarmos das riquezas naturais, em pouco tempo tudo pode se acabar, e daí como será a vida de nossos filhos e netos? Temos de agir enquanto há tempo”, afirmou.

Durante a solenidade de abertura da semana do Meio Ambiente também foram entregues os prêmios para os vencedores do concurso de desenho que elegeu o representante símbolo da fauna e flora de São Bento do Sul, além da premiação do concurso de fotografia APA/Rio Vermelho/Humbond, e do passeio ciclístico “São Bento Desaquece”. A orquestra Fundação Solidariedade, da cidade de Curitiba e a Banda Marcial Denise Harms, abrilhantaram o evento.

Museu Natural

Para encerrar a noite o prefeito Magno Bollmann assinou termo de convênio com as universidades, UnC, Udesc e Univille, para a criação do “Museu Natural Entomológico Ornith Bollmann”. O museu apresenta um caráter diferenciado do conhecimento popular, neste caso, ele deve abrigar coleções e elementos do meio ambiente. Estes elementos farão um acerto para atividades de pesquisa desenvolvidas no Planalto Norte Catarinense, catalogando e conservando os materiais, propiciando o aprendizado e a disseminação do conhecimento.

O projeto desenvolvido pelo departamento de Meio Ambiente atende as determinações e os critérios definidos e estabelecidos pela Fundação Catarinense de Cultura, onde apresenta toda a estrutura funcional do museu, desde as áreas administrativas até os setores técnicos.

O museu funcionará no prédio situado na Rodovia SC 301 com esquina na Rodovia dos Móveis, Trevo do Mato Preto, e contará com auditório; salas com painéis com textos e fotos; bancadas de madeira com cubas de acrílico para animais taxidermizados; gavetas entomológicas; estantes de apresentação de elementos do meio ambiente; laboratório; salas para herbário onde permanecem as exsicatas de plantas; sala para animais taxidermizados, mumificados; biblioteca, borboletário entre outros.

ai/UNO

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo