Notícias Gerais

Lula diz que só eleição e reforma política vão evitar escândalos como os do Senado

Rio de Janeiro – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje (23) que só a realização de novas eleições e uma mudança na estrutura política e partidária podem evitar que novos escândalos – como os que são vistos atualmente no Senado – aconteçam no país.

Ele falou aos jornalistas após a cerimônia de lançamento do projeto de revitalização da zona portuária do Rio. Perguntado sobre como o povo brasileiro estaria vendo a crise do Senado, Lula respondeu que o julgamento da instituição será feito durante as eleições.

“O povo brasileiro já viu muitos escândalos. Ao longo da história, o que nós mais vemos são escândalos, divulgados em verso e prosa, que depois não dão em absolutamente nada. O que eu acho é que temos a chance, a cada quatro anos, de mudar as coisas. Em 2010 tem eleição. É uma oportunidade extraordinária para o povo brasileiro escolher as pessoas que ele entenda que sejam as melhores para governar este país”, disse.

Lula ressaltou que não bastam eleições para mudar a situação, se não houver reformas que mudem as regras do processo político. “Temos dito que, se não houver reforma política e a estrutura partidária continuar tal como está, será muito difícil a gente evitar que essas coisas aconteçam.”


Ao responder sobre como avaliava as acusações, que incluem publicação de atos secretos beneficiando senadores com nomeação de afiliados políticos, Lula evitou entrar na polêmica, dizendo que cada instituição deveria cuidar de seus próprios problemas.

“O Senado, quando tem problema, resolve. A Câmara, quando tem problema, resolve. O governo federal, quando tem problema, resolve. Não vamos fazer disso uma causa nacional, porque temos coisas mais importantes para discutir no Brasil”, afirmou o presidente.

O projeto de revitalização do porto do Rio prevê a construção e reforma de diversos imóveis, com um investimento de R$ 374 milhões, nos próximos dois anos. O objetivo é recuperar a área, hoje totalmente degradada, criando espaços de convivência e centros culturais. Também está prevista a construção e reforma de 500 residências.

A reforma total da região é uma forma de valorizar a imagem da cidade para a Copa do Mundo de 2014 e para as Olimpíadas de 2016, pleiteadas pelo Brasil.


Vladimir Platonow/ABr

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios