Dicas de Turismo

Joinville – SC

Joinville fica da região sul do Brasil no estado de Santa Catarina e é a maior cidade do Estado. Faz divisa com os municípios de Jaraguá do Sul (ao oeste), São Francisco do Sul (ao leste), Campo Alegre e Garuva (ao norte) e Araquari, Guaramirim e Schroeder (ao sul). É a cidade com maior PIB e mais populosa de Santa Catarina e a quarta mais populosa da região sul, com uma população oficial de quase 600 mil habitantes. Também é, ao lado de Vila Velha (ES), uma das duas únicas cidades do Brasil maiores do que a capital de seu estado.

Joinville apesar de ser uma cidade pulsante e com várias empresas bem consolidadas, não vive só de trabalho. A preservação de diferentes culturas, principalmente a germânica, é outro motivo da fama internacional do município.

A cidade possui um dos mais altos índices de desenvolvimento humano (IDH) entre os municípios brasileiros (0.857), ocupando a décima terceira posição. A cidade é cortada pela BR 101 e possui um dos principais aeroportos do Sul do país. Através da rodoviária de Joinville existem companhias operando para vários destinos.

 Geografia


A cidade é em geral plana, situando-se ao lado da baía da Babitonga – um dos atrativos naturais do município, ocorrendo algumas pequenas elevações conforme vai-se afastando. A altitude da sede é de 4,5 m, embora na parte central da cidade a altitude chegue a apenas 4 cm, o que em dias de maré muito alta causa alagamentos. Há montanhas elevadas em torno da cidade. A área em torno do rio Cachoeira é quase toda urbanizada, mantendo alguns manguezais preservados.O rio Cachoeira passa pelo centro da cidade e desemboca na baía da Babitonga. O município ainda conta com extensas áreas de manguezais.

O ponto culminante é o Pico Serra Queimada, com 1.325 m, na Serra Queimada. A vegetação em torno da cidade e nos morros em sua área urbana é constituída por remanescentes da mata Atlântica, o que faz com que a cidade se situe em uma zona com características do clima tropical, sobretudo com média anual de temperatura acima dos 19 graus e alta umidade durante a maior parte do ano. Durante o verão a temperatura pode passar dos 40º a cada dois ou três anos, com recorde de 42 em 2003 e no inverno a mínima pode chegar a 0. Há relatos de que em 1955 a temperatura tenha chegado a -5 °C.

Economia

O perfil industrial é formado por grandes conglomerados do setor metal-mecânico, químico, plásticos, têxtil e de desenvolvimento de software, tornando-a um grande pólo dessa tecnologia. Destaque para as maiores empresas da cidade: Amanco, Busscar, Ciser, Datasul,Microvix, Docol, Döhler, Embraco, Krona, Lepper, Schulz,Tigre, Tupy, Universal Leaf Tabacos,Wetzel, Whirlpool, Víqua, Ambiental Saneamento e Concessões entre outras.Joinville é o terceiro maior pólo industrial do sul do Brasi e o 1o. PIB de Santa Catarina. A região produz 13,6% (valor adicionado fiscal) do PIB global do estado de Santa Catarina.


O que visitar

Na cidade, visite o Mirante, na torre do Morro da Boa Vista, a 250m de altura, que oferece vista panorâmica de 360º da cidade e da região. Vá também à Praça da Bandeira e à Praça Dario Salles. São visitas obrigatórias: a Alameda Brüstlein, conhecida também como Rua das Palmeiras, abre alas ao Palácio dos Príncipes, com palmeiras plantadas em 1873; a Catedral Diocesana; o Mercado Municipal; o Centreventos Cau Hansen; o Shopping Mueller e a Estação Ferroviária, construção em estilo germânico datada de 1910. A cidade tem inúmeros museus e casas de memória, como a Casa Fritz Alt, a Casa da Memória do Imigrante, o Museu Nacional de Imigração e Colonização, o Museu de Arte de Joinville, o Arquivo Histórico, a Casa da Cultura, o Museu Arqueológico do Sambaqui, o Museu de Fundição, o Museu Nacional do Bombeiro (primeiro do gênero no País e em toda a América Latina) e o Museu da Indústria.

Natureza e Ecoturismo – Conheça o Parque Ecológico Morro do Finder, com aproximadamente 500.000m2 de área de preservação de espécies ameaçadas de extinção. Outra dica é visitar o Parque Zoobotânico, que ocupa uma área de 40.000m2 de vegetação típica da Mata Atlântica e tem um belíssimo lago natural, e o Castelo dos Bugres, formação rochosa na Serra do Mar em forma de castelo – o acesso é feito por trilha ecológica, cortada por inúmeros riachos, em surpreendente incursão pela floresta. Ainda tem o Vale do Quiriri e o Monte Crista.

Lazer – Para quem gosta de programas junto à natureza, uma boa opção é o Recanto Jativoca, área de lazer com cavalos para montaria, passeios de trole, pescaria, pedalinhos e restaurante, e o Recanto Davet, semi-selvagem, ideal para quem quer usufruir do refúgio junto à natureza, numa área de 825.000m2. Há também o Orquidário Agrícola Boa Vista – um parque de cultivo de orquídeas, flores e plantas exóticas que se encontra aberto à visitação e comercializa espécimes da flora. Outro destaque é a Estrada Bonita, conjunto de casas em estilo enxaimel, com varandas de onde pendem samambaias e floridos jardins ao longo da estrada. Pequenas propriedades vendem produtos caseiros como pães, geléias, licores, biscoitos, melados e queijos, entre outros. Se você gosta de programas mais glamourosos, escolha um passeio no Barco Príncipe de Joinville III, que navega pela Baía da Babitonga e vai até a cidade histórica de São Francisco do Sul.


Infra-estrutura turística – O parque hoteleiro de Joinville é um dos melhores do Estado. Com estabelecimentos de todas as categorias, tem condições de receber tanto executivos e empresários em busca de negócios, quanto turistas e participantes dos grandes eventos que se realizam na cidade.

O Aeroporto de Joinville Lauro Carneiro de Loyola é um dos maiores da Região Sul. Está localizado a 13 km do centro da cidade, a 75 km do Aeroporto de Navegantes, a 110 km do Aeroporto de Curitiba e a 163 km do Aeroporto de Florianópolis.

O aeroporto se adequou ao conceito de aeroshopping, que a Infraero implementa em seus aeroportos. O número de lojas passou de oito para 22 no novo terminal. A expectativa é que a implementação do aeroshopping aumente em 40% o número de empregos gerados pelo aeroporto.

De Joinville existem diversos voos diários para São Paulo (Congonhas e Guarulhos),Navegantes,Criciuma e Porto Alegre, através das Companhias: GOL Linhas Aéreas, TAM,TRIP e Varig.


Instituições de ensino superior

Anhanguera – Anhanguera Educacional S.A. (Campus FATESC e Campus IESVILLE)
SOCIESC – Sociedade Educacional de Santa Catarina
UNIVILLE – Universidade da Região de Joinville
UDESC – Universidade do Estado de Santa Catarina – Centro de Ciências Tecnológicas
INESA – Instituto de Ensino Superior Santo Antônio
ACE – Associação Catarinense de Ensino
FCJ – Faculdade Cenecista de Joinville
IELUSC – Ensino Médio, Ensino Fundamental e Centro Educacional Luterano Bom Jesus
AUPEX/UNIASSELVI
IFSC – Instituto Federal de Santa Catarina
ICSC – Instituto Católico de Santa Catarina
UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina – Campus Joinville

Cultura

Apresentação do Festival de Dança de Joinville no Shopping Cidade das Flores.Por seus atributos culturais, Joinville recebeu diversos títulos ao longo das décadas de 1940, 60 e 80, tornando-se conhecida como “Cidade dos Príncipes”, “Cidade das Flores”. “Cidade da Dança” e “Cidade das Bicicletas”.


Inúmeros eventos culturais são marcantes na cidade. A Festa das Flores acontece há 68 anos. O Festival de Dança de Joinville – reconhecido como o maior do mundo em seu gênero (consta no Guiness Book) – chegou a sua vigésima-sexta edição em 2008. A Coletiva de Artistas de Joinville acontece há 37 anos ininterruptos. Recentemente, a cidade passou a sediar também um festival de música instrumental, o Joinville Jazz Festival.

Uma filial da Escola do Teatro Bolshoi, única fora da Rússia, é destaque na formação de bailarinos e bailarinas, oferecendo formação de qualidade a estudantes carentes.

A produção artística acontece em centros culturais, museus, casa da cultura, centro de eventos, mercado público, teatros, na Cidadela Cultural Antartica (antiga cervejaria), e também em escolas, universidades, associações de moradores, igrejas e praças públicas.

Hoje a Rua Visconde de Taunay é uma via gastronômica, devido ao movimento noturno e à quantidade de bares e restaurantes no local.


ai/UNOPress

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios