Notícias Regionais

Já está disponível em Santa Catarina vacina Pneumocócica

Florianópolis – A vacina pneumocócica 10-valente, indicada para bebês menores de 1 ano, será incorporada ao calendário básico de vacinas do Sistema Único de Saúde, e oferecida gratuitamente à população a partir de segunda-feira, 22 de março. Constituída por 10 sorotipos de pneumococos e conjugada com a proteína D de Haemophilus influenzae, a vacina protege contra a bactéria pneumococo, causadora de meningites e pneumonias pneumocócicas, sinusite, inflamação no ouvido e bacteremia (presença de bactérias no sangue), entre outras doenças. “Essa é mais uma conquista da saúde pública brasileira, que vai repercutir, de forma decisiva, na redução da mortalidade infantil”, destaca a Secretária de Estado da Saúde, Carmen Zanotto.

O esquema vacinal da Pneumocócica 10-valente se divide em três doses (aos 2 meses, aos 4 meses e aos 6 meses) e um reforço, aos 12 meses. Pelo alto custo da vacina em clínicas privadas, o que indica que grande parte
da população desta faixa etária não tenha sido vacinada no último ano, o Ministério da Saúde optou por, excepcionalmente, ampliar o espectro de vacinação em 2010, para que possa ser aplicada em crianças com até 1 ano, 11 meses e 29 dias. As crianças que iniciaram a vacinação com a vacina pneumocócica 7-valente (conjugada) em clínicas particulares poderão completar o esquema com a pneumocócica 10, gratuitamente, na rede pública.

A previsão do Ministério é que, até 2015, sejam evitadas cerca de 45 mil internações por pneumonia, por ano, no Brasil. O pneumococo é a segunda maior causa de meningites bacterianas (pneumocócicas) no país.
Entre 2000 e 2008, manteve-se a média anual de 1.250 casos de meningite pneumocócica e de 370 óbitos por ano. De acordo com dados do Ministério da Saúde, que está investindo R$ 400 milhões na campanha de vacinação da
pneumocócica 10-valente, o pneumococo também é o principal agente causador de pneumonias em todas as faixas etárias.

As reações adversas mais comuns à vacina pneumocócica 10-valente são sonolência, perda de apetite, irritabilidade, febre, dor, inchaço e rubor no local da injeção. Sua aplicação não deve ser realizada simultaneamente à vacinação contra a febre amarela, assim como deve ser adiada a vacinação de bebês que apresentem doença febril aguda grave. "Pedimos especial atenção dos pais para que não percam o prazo de vacinação, que vai até a
véspera do aniversário de dois anos. Cumprir o esquema vacinal no tempo oportuno é essencial para que a criança esteja protegida contra esses 10 sorotipos de pneumococo, e a oferta da vacina começa em março justamente
para garantir a proteção antes do inverno, quando aumenta a ocorrência de doenças relacionadas ao frio", avalia Leonor Proença, gerente de imunização da Vigilância Epidemiológica Estadual.


O Ministério da Saúde, que já oferece 12 tipos de vacinas no Calendário Básico de Vacinação, vai incorporar mais uma vacina a partir de agosto deste ano, a anti-meningocócica (que previne contra a meningite). Confira o NOVO CALENDÁRIO BÁSICO DE VACINAÇÃO DO PROGRAMA NACIONAL DE IMUNIZAÇÃO:

1.      BCG (contra tuberculose)

2.      Vacina contra hepatite B

3.      DTP (contra difteria, tétano e coqueluche)


4.      DTP+Hib (contra difteria, tétano e coqueluche e infecções por Haemophilus influenzae tipo B )

5.      DT (dupla adulto – contra difteria e tétano)

6.      Vacina Hib (infecções por Haemophilus influenzae tipo B)

7.      Vacina contra poliomielite


8.      Vacina contra rotavírus

9.      Vacina contra febre amarela

10. Tríplice viral (contra caxumba, rubéola e sarampo)

11. Vacina contra Influenza (gripe)


12. Vacina Pneumocócica (contra meningites bacterianas, pneumonias, sinusite, inflamação no ouvido e bacteremia)

13. Vacina anti-meningocócica (contra doença meningocócica) – a ser oferecida a partir de agosto.

Redação 24 Horas


Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios