Notícias Regionais

Integrantes de clubes de mães recebem homenagem

ImageJaraguá do Sul – A professora de Educação Física Maria Terezinha Bonassa Borges, 55 anos, é prova de que participar de um clube de mães faz toda a diferença na vida de uma mulher. Aposentada há oito anos, a profissional sentia-se isolada dentro de casa, deprimida por não mais conviver com colegas de trabalho e amigos. Há cinco anos ela participa do Clube de Mães Neue Heimat, no Bairro Vila Lalau, e sente-se muito mais feliz.

Aprendi diversos pontos de bordado e patchwork (trabalho com retalhos) e posso ganhar dinheiro com isso. Mas o mais importante são os grupos de amigas que formei, ressalta. Ontem (5) à tarde, Maria Terezinha era uma das mais de 800 mães presentes na homenagem organizada a elas pela coordenação dos Clubes de Mães de Jaraguá do Sul, da Secretaria de Desenvolvimento Social. O evento aconteceu no salão paroquial da Igreja Matriz São Sebastião, no Centro.

Uma bênção ecumênica deu início às atrações da tarde, que teve café acompanhado de cucas, bolos e sanduíches, música e dança, além de sorteio de brindes. A instrutora de arte da Secretaria de Desenvolvimento Social, Miriam Bernadete Kupas, estava impressionada com o número de mães que compareceram. Cerca de 500 integrantes se inscreveram, nos preparamos para 600, mas mais de 800 vieram, contabilizou, enquanto se organizava para atender todas as presentes.

Programa atende 480 mulheres por ano

Em Jaraguá do Sul, 72 clubes de mães reúnem mais de 1.200 participantes. A instrutora Miriam aponta que, a cada três meses (duração dos cursos de arte), aproximadamente 120 mães passam pelo Programa Clube de Mães, que consiste em aulas de pintura em tecido, em tela, trabalhos com materiais recicláveis e bordados. O programa funciona ao lado do palco da Praça Ângelo Piazera, no Centro.

Essas mães voltam para seus clubes, nos respectivos bairros, e multiplicam o conhecimento com outras mães. Com esses cursos, as alunas conseguem ter uma nova fonte de renda e ajudam a comunidade onde estão inseridas. Quando aprendem a desenvolver um novo talento, consequentemente aumentam a autoestima, comemora Miriam.

Fonte:Clarissa Borba
Jornalista

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo