Notícias Gerais

Inadimplência dos consumidores caiu de 1,55% de março para abril

Brasília – A inadimplência dos consumidores caiu 1,55% em abril em relação a março, segundo dados divulgados hoje pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Na comparação com o mesmo período do ano passado, houve uma alta de 3,5%, que a entidade atribui ao encarecimento do crédito.

“Essa alta se deve ao fato de o brasileiro ter se endividado um pouco acima da sua capacidade. Mas a tendência é haver uma acomodação”, afirmou o presidente da CNDL, Roque Pellizzaro Junior.

A CNDL informou ainda que houve um ligeiro aumento no número de consultas ao Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) em abril. O total foi 0,26% superior ao registrado em março.

Em relação às parcelas em atraso, em abril houve uma leve redução no número daquelas de maior valor. No mês passado, 20% das parcelas em atraso eram acima de R$ 250 reais, ante 21,98% em março. Em contrapartida, 80% dos débitos em atraso eram de parcelas inferiores a R$ 250. Em março, esse índice era 78,2%.

Pellizzaro disse que a CNDL está preocupada com o consumo do brasileiro acima da capacidade de pagamento. Segundo ele, a entidade vai enviar cartas aos seus associados pedindo mais critério na hora de conceder crédito.

“O brasileiro anda gastando acima da sua renda, o que não acontecia desde 2005. Isso é preocupante porque acende uma luz amarela [no comércio] e a população deve se preocupar mais com isso para não cair na ‘lista negra’ dos cadastros”, afirmou.

Ele disse ainda que o comércio não vai se negar a conceder crédito, mas sim adequar o consumo. “Precisamos assinalar ao consumidor essa linha amarela para que o comerciante mantenha sua liquidez.”

Roberta Lopes
AB/24horas

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo