Notícias Regionais

Gruta de Nossa Senhora de Guadalupe em Navegantes

Navegantes – A Prefeitura de Navegantes, através da Fundação Municipal do Meio Ambiente (FUMAN) entregou à comunidade as obras de revitalização da Gruta de Nossa Senhora de Guadalupe, localizada no bairro Pedreiras. O local recebeu diversas melhorias, como cercas, bancos, escadas e rampas de acessibilidade, altar para realização de missas e novenas, além de um abrigo onde a imagem de Nossa Senhora de Guadalupe fica exposta para visitação.

Conforme o superintendente da FUMAN, Paulo Celso Mafra, todo o material utilizado nas obras de revitalização são ecologicamente corretos e não agridem e nem poluem o meio ambiente onde a gruta está inserida. “A Gruta de Nossa Senhora de Guadalupe é um dos cartões postais de Navegantes e ficou ainda mais atraente, tanto para quem busca o turismo religioso ou simplesmente um contato maior com a natureza”.

O superintendente informa, ainda, que os recursos financeiros utilizados para as obras de revitalização da gruta, assim como a aquisição das áreas que compõem o Parque Natural Municipal são provenientes de medidas de compensação ambiental impostas as empresas que se instalam no município.

Sobre a Gruta de Nossa Senhora de Guadalupe

Localizada no bairro Pedreiras, com entrada principal pela BR 470, a Gruta em homenagem a Nossa Senhora de Guadalupe possui altar com imagens religiosas e fonte de água limpa natural. A devoção a Nossa Senhora de Guadalupe teve início no México, em 1.531 e se espalhou rapidamente por toda a América Latina. A Santa é muito invocada entre aqueles que sofrem de doenças nos olhos.

Sobre o Parque Natural Ambiental de Pedreiras

O Parque está localizado na Rua Onório Bortolato, no bairro Pedreiras e possui uma área de 410 mil metros quadrados. A expectativa é que até 2016 chegue a possuir uma área de 1 milhão de metros quadrados (equivalente a 100 campos de futebol). 90% da área do parque é coberta por mata atlântica em estágio médio e avançado.

Os pontos degradados serão recuperados com vegetação nativa local para preservação da fauna e flora. O espaço também servirá para pesquisas, aulas de educação ambiental, lazer da população, ecoturismo e turismo religioso, pois no local serão criadas trilhas, passarelas, mirante e atividades esportivas como arvorismo e rapel.

Fernando C. de Souza
ai/UNO

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo