Notícias Gerais

Geração de empregos em agosto em Santa Catarina

Florianópolis – De acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), em agosto foram criados 8.668 novos empregos com carteira assinada em Santa Catarina – a diferença entre as admissões e os desligamentos registrados no mês. Os dados foram analisados pelo setor de Informação e Análise do Mercado de Trabalho da Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação (SST).

“Santa Catarina vem apresentando resultados positivos em decorrência da diversidade e também da solidez da sua economia”, disse o Diretor de Trabalho, Emprego e Renda da SST, Edilson Godinho.

Em relação ao mesmo mês do ano passado, o desempenho recente significou um aumento de 62% na geração de empregos. Já em comparação com o mês anterior, o resultado de agosto representou um aumento de 545%. O saldo de empregos verificado em agosto deste ano é o quinto maior, se comparado com a série iniciada em 2002.

A geração de vagas no mês de agosto significou um crescimento de 0,44% no estoque total de empregos formais em Santa Catarina, uma variação superior ao registrado no Brasil e na região Sul, que cresceram respectivamente 0,32% e 0,38%.

Setores – Ainda de acordo com o estudo, em Santa Catatina, todos os setores de atividade econômica apresentaram resultado positivo no mês de agosto. O saldo total de 8.668 novas vagas de emprego é devido, principalmente, ao desempenho do setor de serviços (+5.094), seguido do comércio (+1.623). O pior desempenho foi verificado na iIndústria da borracha, fumo e couros (-1.141).

Municípios – Dentre os maiores municípios catarinenses, o líder na geração de empregos formais no mês de agosto foi Florianópolis (961).  Joinville (879) e São José (740) estão na sequência. Nos três municípios o resultado foi impulsionado pelo desempenho do setor de serviços.

Já em termos de variação sobre o estoque de assalariados, os municípios que registraram maior crescimento relativo foram Navegantes (+2,35%), São Miguel do Oeste (+1,41%) e Laguna (+1,25%).

Luciane Lemos
ai/UNO

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo