Comportamento

Falso especialista em acupuntura infectou 16 pessoas com Aids

Um homem na Suíça é acusado de ter infectado intencionalmente com o vírus da Aids 16 pessoas entre 2001 e 2005.

O professor de música de 54 anos, que não tem licença para praticar acupunctura, é alvo de acusações por parte do Ministério Público. O homem teria usado o seu trabalho para “recrutar” alunos.

O falso especialista afirmava que podia curar vários problemas. No tribunal, uma das vítimas disse que o procurou para tentar resolver as suas crises de enxaquecas e epilepsia.

O homem teria usado agulhas com sangue contaminado com Aids para infectar os “pacientes”.

As autoridades iniciaram investigações após um estudante a quem foi diagnosticado o vírus da Aids ter contado aos médicos que foi infectado pelo acusado.

No decorrer das averiguações, as autoridades chegaram a mais 15 histórias semelhantes.

O professor, que não é soropositivo, negou as acusações, mas se for considerado culpado poderá enfrentar penas de cinco a dez anos de prisão.

DD/VoR/UNO

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo