Medicina e Saúde

Entenda suas dores nos ombros

por Dr. Joel La Banca
Ortopedista do Hospital Bandeirante

Uma queixa comum ouvida por clínicos e ortopedistas se refere às dores nos ombros que irradiam para os braços chegando até as mãos, independente da idade do paciente.

“Esta realidade é mais evidente em pessoas que usam computadores por várias horas e em donas de casa que fazem atividades domésticas corriqueiras como limpar, passar e esfregar”, comenta o médico-ortopedista Dr. Joel La Banca, do Hospital Bandeirantes.

Segundo o especialista, estas dores devem ser sempre bem avaliadas por um médico, pois a continuidade dos sintomas pode levar a um agravamento do quadro inicial, culminando com limitações mais graves e mais difíceis de tratar. “A dor pode ser causada por lesões inflamatórias nos tendões (tendinite), em virtude de movimentos repetitivos, por exemplo”, explica La Banca.

“Se as dores nos ombros e braços persistirem por mais de cinco dias, procure um ortopedista, profissional que tem competência para diagnosticar exatamente a causa dos sintomas”, alerta.

Outro motivo das dores nos ombros é a lesão degenerativa que acontece com o avanço da idade e o desgaste das articulações em decorrência do envelhecimento biológico.

A calcificação nas articulações também acomete esta região. Este fator acontece geralmente em homens entre 35 a 45 anos e mulheres por volta dos 65.

Para um diagnóstico preciso, fazer exames como radiografias e ultra-sonografias são essenciais para definir o tratamento adequado que varia desde medidas fisioterápicas comuns, associadas a antiinflamatórios, até cirurgias que atualmente são vídeo-assistidas e podem ser realizadas com um único dia de internação.

Uma dica do Dr. Joel La Banca para evitar as dores é manter a boa postura, principalmente diante de computadores e ao andar. “Deste modo, evita-se a persistência do mal que pode levar à diminuição de força e limitações de movimentos, além de demandar cirurgias maiores e mais demoradas”, ressalta o médico.

DICAS PARA MANTER UMA POSTURA CORRETA

1- Andar sempre ereto, olhando acima do horizonte. Imagine que alguém está puxando seu cabelo para cima.

2- Sentar-se em assentos mais altos e firmes e não cruzar as pernas, mantendo as costas retas na posição vertical. Procure não curvar as costas.

3- Para dormir: deite-se de lado, com as pernas encolhidas. Use um travesseiro não muito macio na altura do ombro (que mantenha a linha da coluna em sua curvatura normal). É aconselhável colocar um pequeno travesseiro entre as pernas ligeiramente flexionadas.

ai/UNO

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo