Medicina e Saúde

Enfrentar um chefe autoritário impede a depressão e estresse

Os funcionários se sentem menos vítimas quando revidam os abusos de um chefe ruim e, como resultado experimentam menos sofrimento psicológico Por Mauro Queiroz Pesquisadores da Universidade Estadual de Ohio comprovam que surpreendentemente, dar ao seu chefe um gosto de seu próprio veneno não danifica as perspectivas de carreira de uma pessoa. Pode soar como uma estratégia arriscada, mas enfrentar um chefe hostil pode realmente aumentar a sua produtividade no trabalho, de acordo com um estudo recente. Os funcionários se sentem menos vítimas quando eles revidam seus chefes ruins e, como resultado experimentam menos sofrimento psicológico, mais satisfação no trabalho e mais compromisso com a sua entidade patronal. Principal autor do estudo, o professor Bennett Tepper, disse: “Antes de fazermos este estudo, eu pensei que não haveria resultados positivos para os funcionários que retaliassem seus chefes, mas não foi isso que descobrimos”. “A melhor situação é, sem dúvida, quando não há hostilidade. Mas se o seu chefe é hostil, parece haver benefícios em tomar uma atitude”. “Os funcionários se sentem melhor sobre si mesmos, porque não é só sentar e aceitar o abuso.” Prof Tepper disse: “Em um segundo estudo, queriamos ver se os funcionários que retaliaram seus chefes também informaram prejuízos para sua carreira. Mas, em nossa pesquisa, os funcionários não acreditam que suas ações prejudicaram sua carreira.” Para o estudo, que foi publicado na revista Personnel Psychology (Psicologia Pessoal), chefes hostis foram definidos como aqueles fazem assédio moral : gritando, ridicularizando e tentaram intimidar os seus subordinados. Os pesquisadores descobriram que aqueles empregados que reagem a hostilidade tendem a fazê-lo de uma forma passiva-agressiva, ao invés de gritar e dar o troco. Como ignorar seu chefe, agindo como se não soubesse o que seus chefes estavam falando, e não se esforçando devidamente no trabalho – todos os comportamentos dos que os chefes não gostam e que se enquadrem na definição de hostilidade “, disse o professor Tepper . No primeiro estudo, 169 pessoas completaram duas pesquisas, sete meses de intervalo. A primeira composta por uma medida de 15 itens de hostilidade, e também pediu que os participantes quantas vezes eles revidaram, e como. Sete meses depois, quando os mesmos entrevistados foram questionados sobre seus trabalhos e como se sentiram, aqueles que não retaliaram tinham níveis mais elevados de estresse psicológico, menos satisfação com seus empregos e menos comprometimento com seu empregador. “No entanto, os funcionários que reagiram a hostilidade não tiveram consequências negativas”, disse Prof. Tepper. Um segundo estudo foi realizado para descobrir se a retaliação danifica sua carreira. Os pesquisadores descobriram que não houve impacto negativo. Prof Tepper disse que acredita que uma das razões pelas quais os funcionários que reagem sentem-se mais positivos poderia ser porque eles ganham a admiração e respeito de seus colegas. “Há uma norma de reciprocidade em nossa sociedade “, disse ele. “Nós temos respeito por alguém que luta, que não somente senta e aceita o abuso. Ter o respeito dos colegas de trabalho pode ajudar os funcionários a se sentirem mais comprometidos com a sua organização e feliz com o seu trabalho.” Fonte: https://news.osu.edu/news/2015/01/20/hostile-boss-study-finds-advantages-to-giving-it-right-back/ Foto : Charlie Day e Jennifer Aniston no Filme Quero matar meu chefe Mauro Queiroz, Jornalista e Escritor CEO UNOPress

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios