Notícias Regionais

Dia mundial de luta contra a tuberculose

Xanxerê – De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde a Tuberculose mata dois milhões de pessoas por ano em todo o mundo, o que equivale a uma morte a cada 15 segundos. São notificados 22 mil novos casos a cada dia. Oito milhões por ano. No mesmo período no Brasil, são 80 mil infectados.

A doença tem cura e para orientar a população sobre os principais sintomas e formas de tratamento a Secretaria de Saúde de Xanxerê vai distribuir materiais informativos como folders e cartazes para as todas as pessoas nas Unidades de Saúde da cidade neste dia 24 de março.

De acordo com Caroline Cenzi enfermeira da Vigilância Epidemiológica entre os anos de 1994 a 2000 foram registrados 40 casos de tuberculose no município, já do ano de 2001 até agora foram 75 casos registrados, sendo que só neste ano foram três casos confirmados e cinco pessoas passam atualmente por tratamento médico.

A Tuberculose é uma doença infecciosa e contagiosa, causada por um microorganismo chamado de bacilo de Koch  que é transmitido através da tosse, espirro ou fala de uma pessoa que esteja contaminada. O contato direto com a pessoa em ambiente com pouca ventilação e pouca ou ausência de luz solar aumenta o grau de contaminação.

Os principais sintomas da Tuberculose são: tosse com catarro por mais de três semanas, emagrecimento, falta de apetite, suores noturnos e podem ocorrer ainda dor no peito, cansaço fácil e febre baixa no final da tarde, ressalta a enfermeira dizendo que as pessoas devem se atentar principalmente quando apresentar tosse e expectoração por mais de três semanas, para isso o diagnóstico é simples e consiste no exame do escarro para identificação do bacilo.

A orientação é que as pessoas com suspeita da doença procurem a Unidade de Saúde mais próxima de sua residência e conversem com a equipe médica, que vai solicitar o exame. O diagnóstico e o tratamento são gratuitos e disponibilizados pela Secretaria de Saúde de Xanxerê.

Fonte:Ana Elise Zogheib
Assessora de Imprensa

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo