Notícias Regionais

Dia internacional da síndrome de down é lembrado em Balneário Camboriú

Balneário Camboriú – Esta data foi escolhida pela Associação Internacional “Down Syndrome International” e coincide com os 50 anos da descoberta da trissomia do cromossomo 21 pelo Dr. Jerome Lejeune.

A Síndrome de Down é um acidente genético natural e universal. Não é resultado do descuido de mães ou pais, como muitos pensam. Também não é uma doença. Ela é causada por um erro na divisão das células durante a formação do bebê.

Por motivos ainda desconhecidos, a criança com Síndrome de Down nasce com um cromossomo a mais no par 21 (Trissomia do 21). Este cromossomo a mais é responsável pelas características desta síndrome. A ciência ainda não descobriu os motivos que causam esta alteração genética, portanto não há como evitar e pode acontecer com qualquer mulher.

Ainda não há exames que determinem no nascimento, como a criança vai evoluir durante sua vida, mas sabe-se que para que ela desenvolva todo seu potencial é importante que desde cedo seja amada e estimulada por seus pais, irmãos e profissionais habilitados.


Hoje as pessoas com esta síndrome têm rompido muitas barreiras. Em todo o mundo e também no Brasil, muitos estão trabalhando, vivendo sozinhas, escrevendo livros, se casando e chegando às universidades. Infelizmente a maior barreira ainda há ser vencida é o preconceito.

Para romper com esta barreira e comemorar esta data tão especial, a Secretaria de Educação, através do Departamento de Educação Especial e em parceria com a APAE de Balneário Camboriú e Associação Amor pra Down, estarão neste sábado, 21, , em pontos estratégicos da cidade distribuindo rosas e folhetos informativos sobre a Síndrome.

Segundo a diretora do Departamento, Fabiana Lorenzoni, Educadora Especial, essa é uma ação importante para diminuir a exclusão social e transmitir informações corretas para que as pessoas venham a conhecer mais sobre o assunto, diminuindo assim o preconceito.

ai/UNO


Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios