Notícias Gerais

Depilação com linha

Pouco difundida no Brasil, a depilação com linha é conhecida e muito utilizada pelas mulheres asiáticas e egípcias, que a consideram muito eficiente. Essa técnica milenar, que segundo alguns estudiosos, existe desde o Império Babilônico, permite eliminar pelinhos finos e indesejáveis presentes no rosto (sobrancelhas, buço, mento e maçãs). A remoção é realizada por meio do entrelaçamento da linha nos pêlos, que os arranca pela raiz.

Para entender mais sobre esta técnica, entrevistamos a profissional depiladora Denise Monteiro, do Salão Pedro Paulo (RJ), que respondeu a algumas dúvidas sobre depilação com linha. Confira.

1- A depilação com linha pode ser aplicada em quais partes do corpo?

Ela pode ser feita em várias partes do corpo. Mas quando aplicada nas sobrancelhas, buço, testa, bochechas, queixo, nariz e orelhas apresenta melhor resultado.

2- E na virilha, é possível usar esta técnica?

Pode-se depilar a virilha com esta técnica, e o resultado é melhor com os pêlos curtos, ao contrário da depilação tradicional.

3- É uma linha especial? É feita de quê?

Não tem nada de especial, é uma linha de costura 100% poliéster.

4- Qual o tempo de depilação de uma perna inteira com este método?

O tempo de duração de toda técnica dependerá da habilidade e prática da profissional. Com a depilação com linha gira em torno de 1 hora e 1 ½ hora.

5- Que tipo de produto é aplicado na pele para este tipo de depilação?

Utiliza-se apenas Soro fisiológico ou um adstringente para limpeza.

6- Há quanto tempo existe este método?

A depilação com linha é muito antiga. Ela é bastante utilizada em países como Iraque,China,Tailândia dentre outros. Porém, no Brasil está sendo difundida há 5 anos.

7- Qual outro benefício da depilação com linha?

O atrito da linha com a pele, além de arrancar os pêlos, elimina também células mortas que estão depositadas sobre a pele, realizando um tipo de esfoliação. Ao término da depilação aplicar um creme ou óleo hidratante sobre a área trabalhada.

ai/UNO

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo