Notícias Gerais

Curtos Espetáculos Catarinenses no Baila Floripa

A Mostra de Dança de Salão de Florianópolis – Baila Floripa, este ano, terá uma noite a mais de apresentações no Teatro Ademir Rosa, no Centro Integrado de Cultura (CIC).

A sessão de abertura, dia 18 de abril, às 20h, será reservada a curtos espetáculos catarinenses convidados, enquanto as atrações selecionadas, professores e participantes especiais de diversas regiões do Brasil seguirão em duas sessões habituais, dias 19 e 20, no mesmo horário.

Os organizadores elegeram alguns para adaptar ou formatar espetáculos com duração de 15 a 20 minutos. “A ideia é valorizar o trabalho local, mostrar a evolução das companhias e, com isso, mobilizar mais gente ao teatro”, explica o presidente da Associação Catarinense de Dança de Salão (Acads), Neville Fusco, acreditando que a iniciativa também estimula a integração e a interação dos bailarinos: “quem sabe, a partir daí, poderemos ter mais união e melhorar a dança de salão no palco”.

Desta vez, foram programadas quatro montagens, todas da Capital: “O Tempo Não Para”, do Salão de Dança; “Toda a Bossa”, do Casarão da Dança Companhia de Dança; fragmento do espetáculo “Moebius”, da Grão Companhia de Dança em parceria com a Cenarium Escola de Dança; e “Loucos por Tango”, do Centro Cultural Fabiano Silveira e Cia. de Dança Fabiano Silveira. “Será uma noite especial, um presente para Santa Catarina, que é o quarto polo da dança de salão do Brasil”, garante Neville.

O 14° Baila Floripa ocorrerá de 18 a 21 deste mês e, além da mostra coreográfica no teatro, promoverá workshops, palestras, aulões gratuitos, bailes e concurso de duplas no Majestic Palace Hotel. Mais informações: www.bailafloripa.com.br.

Ingressos

As poltronas não são numeradas e as entradas custam:

*18/4 (curtos catarinenses): R$ 60 (inteira), R$ 50 (antecipada nas academias parceiras) e R$ 30 (meia e sócios da Acads).
*19 e 20/4: R$ 40 (inteira), R$ 30 (antecipada nas academias parceiras) e R$ 20 (meia e sócios da Acads).

Na compra de um ingresso para qualquer dia, o portador ganha acesso a uma palestra, três aulas especiais e 20 workshops de nível iniciante ministrados durante o evento no Majestic Palace Hotel.

Também é possível comprar um pacote promocional com ingressos para as três sessões no teatro e para os quatro bailes que ocorrerão no hotel Majestic por R$ 200 ou R$ 100 (sócio Acads). O pacote completo com os cursos de nível intermediário/avançado já inclui todas as entradas.

© Foto: Divulgação

SINOPSES

O Tempo Não Para

Apresentado pela primeira vez no baile de aniversário do Salão de Dança – Ensino, Arte e Cultura, em 2010, “O Tempo Não Para” já foi adaptado para outras ocasiões nos anos seguintes, como também exibido na festa de encerramento do Baila Costão, no Costão do Santinho Resort & Spa, e na mostra coreográfica da própria escola, no Teatro Ademir Rosa, ambas em 2014.

Com passos de samba, forró, zouk, tango, salsa e também movimentações características da dança contemporânea, o espetáculo aborda este ciclo sem fim comum a todos que é o tempo, independentemente de estarmos em situação dinâmica ou estática.

As músicas, ainda que de gêneros diferentes, constroem uma linha harmônica para desenvolver o enredo no contexto urbano que o trabalho propõe. Composições de Tom Zé, Barbatuques, Jorge Drexler e Marcelo D2, entre outras, guiam este espetáculo de dança de salão de projeção, conceito que mantém a essência da mesma, mas com identidade própria e diferentes técnicas agregadas.

Ficha técnica

Grupo: Salão de Dança. Criação e direção: Daniel Pozzobon. Coreografia: Cacá Rögelin, Daniel Pozzobon, Guilherme Rocha e Sheila Ludwig. Elenco: André Senna, André Simas, Daniel Pozzobon, Julia Roberta, Juliana Querino, Laíse Moraes, Nanda Oliveira, Nando Berto, Rauhana Real, Ronaldo Rodrigues, Sheila Ludwig, Tamara Hass e Vitor Andrade. Criação de luz: Bianca Barbi. Figurino: Cacá Rögelin, Daniel Pozzobon e Sheila Ludwig. Trilha sonora: Daniel Pozzobon e Guilherme Rocha. Duração: 15 minutos.

Toda a Bossa

Mesas, cadeiras e placas distribuídas pelo palco criam a ambientação de um bar do Beco das Garrafas, tradicional reduto da MPB no Rio de Janeiro por onde passaram conhecidos cantores, instrumentistas e compositores ainda em profissionalização, tendo seu auge nos anos de 1950 e 1960, com o surgimento da Bossa Nova.

É neste recorte histórico de impacto internacional da cultura brasileira que o Casarão da Dança se baseou para dançar obras consagradas de Baden Powell, Carlos Lyra, Tom Jobim e Vinícius de Moraes. Uma homenagem ao movimento musical que revelou e reposicionou artistas diante da forte influência americana vigente, reaproximando o público do samba, dos ritmos nordestinos e étnicos.

Compacto do espetáculo homônimo que está em fase de produção, “Toda a Bossa” tem como base a dança de salão tradicional, mas absorve da formação de seus bailarinos elementos de diferentes gêneros, como o balé, o contemporâneo e o jazz. Por meio deste registro poético e coreográfico, brinda os saudosistas e apresenta aos mais jovens o cerne da grande transformação cultural pela qual passou o Brasil e alcançou diversos países.

Ficha técnica
Grupo: Casarão da Dança Companhia de Dança. Criação, pesquisa, direção, produção, figurino, cenografia e trilha sonora: Eliza Moritz e Alexandre Souza. Coreografias: Alexandre Souza, Eliza Moritz, Hanna Luiza Feltrin e Manoella Vieira da Silva. Elenco: Alexandre Souza, Bruno Souza, Cayo Louran, Diego Bittencourt, Eliza Moritz, Hanna Luiza Feltrin, Manoella Vieira da Silva, Paula Brinhosa e Victoria Scatena. Duração: 17 minutos.

Fragmento do espetáculo Moebius

A Grão Companhia de Dança, formada há três anos por um coletivo de experientes bailarinos, em parceria com a tradicional Cenarium Escola de Dança, apresentará um fragmento do espetáculo “Moebius” – representação simbólica da obra de Maurits Cornelis Escher (1898-1972), cujos os desenhos, esboços, gravuras, xilogravuras e litografias impressionam pela capacidade de gerar imagens com efeitos de ilusões de ótica.

Imersa nos trabalhos do artista gráfico holandês, a Grão empreendeu uma pesquisa em busca de texturas para o corpo que dança a dois, questionando os detalhes dos caminhos percorridos e o quão ilusório nossos olhos o podem tornar, confundindo ou solucionando ao tentar decifrar suas razões.

Embora tenha a dança de salão como linguagem-mãe, a companhia dialoga com todas as demais formas de expressão que traduzam arte e movimento. Partindo deste caráter contemporâneo, produziu “Moebius” com recursos obtidos por meio da plataforma Catarse de financiamento colaborativo, apresentando-o somente uma vez, em março de 2014, no Teatro Governador Pedro Ivo.

O fragmento a ser assistido é uma passagem do que chamamos de sonho, onde os percursos vão sendo construídos e direcionados por aquele que imagina.

Ficha técnica
Grupo: Grão Companhia de Dança em parceria com Cenarium Escola de Dança. Pesquisa: Grão Companhia de Dança. Direção artística: Gabriel Ferreira e Lidiani Emmerich. Direção musical: Gabriel Ferreira. Iluminação: Irani Apolinário. Operação de luz: Marquinho Pereira. Figurinos: Lidiani Emmerich. Elenco: Gabriel Ferreira, Karol Duarte, Letícia Cezar, Lidiani Emmerich, Luiz Gabriel Catoira, Maria Claudia Reginato, Marina Zardo, Natan Nicolas, Rodolfo Lorandi e Winicius Grah. Duração: 18 minutos.

Loucos por Tango

Com o mesmo fascínio que Astor Piazzolla, Hector Varella, Osvaldo Pugliese, Fernando Solt e outros compositores históricos eternizaram suas obras inebriados pelo ritmo latino mais conhecido no mundo, o coreógrafo Fabiano Silveira inspirou-se nelas para montar o espetáculo “Loucos por Tango”, estreado em 2014, no Teatro Governador Pedro Ivo.

Agora, bailarinos de sua companhia de dança e de seu centro cultural apresentam um compacto desta produção que contempla o tango tradicional e contemporâneo, a milonga, o tango vals e o tango show, com coreografias de alto impacto e figurinos sofisticados.

Para remeter à charmosa atmosfera argentina, o cenário apropria-se de cadeiras, lustres, rosas e até dos próprios dançarinos, que tornam-se elementos da composição do ambiente quando não enchem os olhos da plateia com um baile exibicionista e elegante.

Ficha técnica
Grupo: Centro Cultural Fabiano Silveira e Cia. de Dança Fabiano Silveira. Criação, direção geral, coreografia e trilha sonora: Fabiano Silveira. Elenco: Alexandra Klein, Arthur Torres, Aurélio Saraiva, Guilherme Carpis, Fabiano Silveira, Helen Fontão, Isabela Melo, Juliana Figueredo, Larissa Faturi, Manoela Moreira, Paulo Cézar da Silva, Ricardo Tetzner e Taíz Percausa. Figurino: Erica Thiesen. Iluminação: Alisson Coelho. Ensaiadora: Bianca Barbi. Duração: 20 minutos.

Baila Floripa 2015
Site: www.bailafloripa.com.br
E-mail: [email protected]
Facebook: Baila Floripa
Telefone: (48) 8403-6089

Marcos Reichardt Cardoso
ai/UNOPress

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo