Notícias Regionais

Crianças do CRAS Tereza Cristina “Celebram a Vida” em Criciúma

Mais de 300 pessoas participaram de tarde comemorativa no CRAS Tereza Cristina, o objetivo da festa era integração da comunidade.

Criciúma – Crianças e adolescentes assistidas pelo Centro de Referência em Assistência Social e ainda professores, familiares e amigos estiveram reunidos para celebrar a vida.

A festa, organizada pela equipe do CRAS Tereza Cristina, reuniu ainda alunos do Bairro da Juventude e convidados de escolas municipais de diversos bairros de Criciúma, mais de 300 pessoas participaram do encontro. Alegria, músicas, danças e diversão. Foram esses alguns dos ingredientes dessa grande festa.

“Fazemos esse tipo de encontro diversas vezes ao ano. Além de proporcionar um dia diferente para nossas crianças e adolescentes, nós trazemos aqui para dentro familiares e amigos – moradores da comunidade.  Nosso principal objetivo é a integração, num clima de muita descontração a troca de experiências é o que mais importa”, afirma a coordenadora do CRAS Tereza Cristina, Rose Sandrini. “É também um estímulo ao talento de cada um de nossos pequenos”, completa.

As crianças se revezaram no palco montado no pátio principal do CRAS, os números variavam e misturavam a música, a dança, o canto e a interpretação, uma troca de cores e energia. Para a coordenadora da Escola Municipal Linus João Rech, uma das escolas convidadas para o evento, o que as crianças vivenciam se torna inesquecível. “Foram muitos dias de preparo, elas estavam ansiosas. Afinal de contas, elas querem mostrar os talentos que elas mesmas desenvolveram”, comenta Maria Ivonete Meister.

Estimular a arte, seja ela qual for, contribui para o desenvolvimento dos jovens. “Educação não é apenas ensinar a ler e a escrever. Vai além disso, é estimular a cultura e a arte. Isso contribui com o crescimento e o desenvolvimento dessas crianças e adolescentes”, complementa Maria Ivonete.

Em uma das apresentações as crianças mostravam, através de placas, o desejo para uma sociedade mais justa. Amor, sonhos, abraços, paz, carinho… Foram algumas das ideias levantadas no palco.

Dona Maria de Fátima é dona de casa e teve seis filhos. “Eu venho às festas do CRAS para matar a saudade das crianças. Todos os meus filhos já são crescidos e estar aqui me lembra a infância deles, todos passaram pelo CRAS e foi importante para mim e para meus filhos. O CRAS me ajudou na educação deles, que hoje são honestos e trabalham. Eu deixava eles aqui para trabalhar e ficava com a consciência tranquila”, comenta a dona de casa, Maria de Fátima Matos Amorin.

Segundo a secretaria de assistência social do município, Solange Barp, que participou da festa, o CRAS Tereza Cristina está numa área de grande vulnerabilidade social, onde as crianças ficam expostas ao mundo das drogas e da violência. O trabalho do CRAS é contribuir com a educação dessas crianças e jovens.  

A festa terminou com um delicioso cachorro-quente, que foi servido para todos os participantes da festa em alusão à vida.  

ai/UNOPress

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo