Notícias Gerais

Convênio facilita acesso de empresas ao mercado externo

O convênio foi assinado pelo presidente do Sebrae, Paulo Okamotto, pelo diretor técnico da Instituição Luiz Carlos Barboza, pelo diretor de comércio exterior do BB, Nilo José Panazzolo, e pelo diretor de micro e pequena empresa do banco, Ary Joel Lanzarin, quarta-feira (26), em Brasília.

O convênio é uma das parcerias realizadas pelo Sebrae no âmbito do Programa de Internacionalização das Micro e Pequenas Empresas. Esse programa tem por objetivo tornar essas empresas mais competitivas tanto no mercado interno quanto no mercado externo, envolvendo importação e exportação. Isso inclui desde a capacitação de empresários à realização de parcerias que potencializem esse atendimento às empresas.

O convênio tem por objetivo o desenvolvimento de atividades de consultoria, capacitação e orientação para processos de internacionalização, além de orientação para acesso a serviços financeiros voltados para o comércio exterior tendo como foco as micro e pequenas empresas integrantes do Programa de Internacionalização. Essas empresas terão acesso a informações que vão do comércio eletrônico e burocracia para exportação à logística, formação de preço, classificação de mercadorias, formas de pagamento e fechamento de câmbio.

Também serão realizadas ações conjuntas para identificação de mercados prioritários internacionais para a inserção das empresas e a realização de intercâmbio de informações, estudos e bases de dados que possibilitem ampliar a quantidade de micro e pequenas empresas atendidas pelo Sebrae e pelo Banco do Brasil.


“Vamos nos reunir com os empresários levando a gama de informações, desde que tipo de documento eles precisam para fazer uma exportação até ajudá-los a identificar um importador lá fora, que pode se tornar comprador dele”, garantiu o diretor de comércio exterior da instituição, Nilo José Panazzolo.

As empresas atendidas por esse convênio poderão utilizar o Fundo de Aval do Sebrae (Fampe) como garantia para a obtenção de financiamentos junto ao Banco do Brasil. O Fampe garante até 80% do valor da operação. O Banco do Brasil prevê a disseminação, junto ao segmento, de serviços oferecidos pelo banco como o Programa de Financiamento às Exportações (Proex) e do Balcão de Comércio Exterior, o seu sistema de negócios via internet. De acordo com Nilo Panazzolo, na próxima semana o banco divulgará novidades nesse sistema, facilitando as negociações principalmente para os micro e pequenos empreendimentos.

No evento, o diretor técnico do Sebrae Luiz Carlos Barboza lembrou que a meta de duas mil empresas atendidas até o final de 2010 representa mais de 10% do total de micro e pequenas empresas exportadoras do País. Para ele, a parceria é uma forma inovadora de atuação para atender ao segmento. A previsão é que essa experiência dê origem a “programas muito mais audaciosos onde juntamos capacitação e serviços financeiros de maneira absolutamente apropriada e fazendo isso chegar às micro e pequenas empresas”.

O presidente do Sebrae, Paulo Okamotto, destacou a importância da união entre o trabalho da instituição na capacitação das empresas, com os serviços oferecidos por agentes financeiros como o Banco do Brasil na criação de uma sinergia em favor dos pequenos negócios. “Precisamos rapidamente posicionar nossos empresários com conhecimento, com crédito, acesso à inovação para o mercado interno e externo. Essa união entre Sebrae e Banco do Brasil com o Banco do Brasil caminha nesse sentido”, afirmou.


O diretor de micro e pequena empresa do BB, Ary Joel Lonzarin, lembrou que apenas 18 mil micro e pequenas empresas, de um total de seis milhões existentes no Brasil, trabalham com o mercado internacional e que a iniciativa é oportunidade para aumentar esses números “ampliando a competitividade dessas empresas no mercado internacional”.

De acordo com a gerente de Acesso a Mercados do Sebrae, Wang Ching, “as ações começam de imediato”. Ela explicou que para participar dessas ações as empresas precisam preencher o autodiagnóstico do Programa de Internacionalização das micro e pequenas empresas para identificar o potencial de internacionalização, que está disponível no portal do Sebrae, no site www.internacionalizacao.sebrae.com.br , e, depois disso, marcar uma visita ao Sebrae.

Fonte: Assessoría de Imprensa


Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios