Notícias Gerais

Continental Airlines Apresenta resultados positivos de voo demonstrativo com biocombustível

A emissão de gases foi reduzida entre 60 e 80%, utilizando a mistura entre o combustível ecológico e o tradicional

A Continental Airlines (www.continental.com) anuncia os resultados do primeiro voo de demonstração com o uso de biocombustível, realizado no dia 7 de janeiro deste ano em Houston, conduzido em parceira com a Boeing, GE Aviation / CFM International e Honeywell UOP. A mistura do biocombustível obteve melhor desempenho quando comparada ao combustível tradicional, demonstrando uma melhora de eficiência de aproximadamente 1.1 por cento, em diferentes estágios do voo.

O índice de gases causadores do efeito estufa emitidos no voo demonstrativo com o biocombustível teve uma redução estimada entre 60 e 80 por cento, comparado ao combustível tradicional.

“Estamos satisfeitos com os índices obtidos no uso do biocombustível no voo de demonstração”, disse Leah Raney, diretor internacional de assuntos ambientais da empresa. “Estamos ansiosos para trabalhar com nossos parceiros no processo de certificação de biocombustíveis, e esperamos ver estes combustíveis produzidos em escala comercial em um futuro próximo”.


A Continental Airlines foi a primeira companhia da América do Norte a realizar um voo sustentável com o uso do biocombustível, sendo o primeiro voo de demonstração com biocombustível realizado por uma aeronave comercial bimotor e o primeiro voo realizado por uma aeronave comercial utilizando combustível parcialmente derivado de algas.

Durante os 90 minutos de voo, o Boeing 737-800 realizou diversas manobras, tais como reinicialização de motor, acelerações e desacelerações. Todas foram bem-sucedidas.

Na ocasião, um dos motores da aeronave foi abastecido com uma mistura entre biocombustível e o combustível tradicional, enquanto o outro recebeu 100% de combustível tradicional, permitindo a Continental comparar o desempenho do uso simultâneo dos combustíveis.

Nenhuma modificação precisou ser feita no avião utilizado. Derivados de algas e plantas foram utilizadas no desenvolvimento do biocombustível, sem impactar o meio ambiente nem contribuir para o desmatamento. O óleo de algas foi fornecido pela Sapphire Energy e o óleo de jatropha, pela Terasol Energy.


O voo de demonstração com o uso do biocombustível faz parte do comprometimento da Continental com iniciativas ambientais, reforçadas com o programa de reciclagem. Testar fontes alternativas de energia e oferecer aos clientes um programa de compensação de crédito de carbono também são ações promovidas pela companhia. Todo esse esforço tem como meta reduzir o impacto ambiental de sua frota.

Por mais de uma década, a Continental Airlines é líder em responsabilidade ambiental entre as companhias aéreas norteamericanas, com profissionais dedicados que trabalham para rever e reduzir o impacto ambiental da empresa em todos os aspectos de seu negócio.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios