Notícias Regionais

Comunidade participa da Conferência Municipal de Educação em SC

Itapema – Trabalhadores, alunos, pais, gestores e conselheiros participaram neste final de semana da 1ª Conferência Municipal de Educação, em Santa Catarina. A conferência foi aberta na noite de sexta-feira (5), pelo prefeito Sabino Bussanello e pela Secretária de Educação Geonete Agostinho, que receberam a Senadora Ideli Salvatti durante a cerimônia. Professora, Ideli fez questão de participar da abertura da conferência e disse que "Educação forte se faz com educadores integrados".

A conferência teve caráter de formação e constituiu um momento de produtividade e participação da população. Mais de 200 pessoas estiveram presentes nos dois dias da conferência para discutir, debater e garantir a implementação de políticas públicas para o município e, posteriormente, para o es tado.

A abertura do evento, realizada na Câmara de Vereadores de Itapema contou com a palestra do representante do MEC da Comissão de Organização da Conferência Nacional. A explanação abordou a construção do Sistema Nacional Articulado de Educação, que será tema da Conferência Nacional de Educação, em abril de 2010.
Nesta etapa foi realizado um balanço da educação municipal e nacional, em que 40 delegados foram eleitos para defender e socializar as propostas debatidas.

Segundo a Diretora de Educação Guilhermina Stucker, “houve grande mobiliza&c cedil;ão por parte da comunidade em formular as propostas para que sejam levadas para a Conferência Nacional, além de implementar políticas no próprio município”, afirma Guilhermina.

Visitantes de Itajaí, Balneário Camboriú, Porto Belo estiveram presentes para prestigiar e participar da Conferência Municipal de Itapema.

O prefeito Sabino Bussanello e a Senadora Ideli Salvatti puderam conferir as apresentações do grupo de teatro e do coral da Escola Bento Elói Garcia.

Propostas Discutidas na Conferência

Dentre as propostas formuladas e debatidas durante a Conferência Municipal d e Educação, estão: a implementação de políticas públicas de educação Étnico-Racial; a garantia de acessibilidade aos portadores de necessidades especiais; formação de docentes portadores de necessidades especiais; valorização dos professores da Educação; maior investimento na Educação de Jovens e Adultos (EJA), principalmente no âmbito do mercado de trabalho – empregabilidade e cidadania; e o desenvolvimento de mais cursos de ensino superior (UAB).

“Nosso comprometimento visa garantir que estas políticas públicas aconteçam e que, a partir disso, haja um redirecionamento da educa&c cedil;ão no município”, conclui Guilhermina Stucker.

ai/UNO     

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo