Medicina e Saúde

Como evitar a acne depois de tomar sol

Durante o verão, muitas pessoas recorrem ao sol na tentativa de “secar” as espinhas e esconder a acne com o bronzeado. De fato, o sol tem ação antiinflamatória e ameniza o problema temporariamente. “Mas a acne tende a voltar e pode até mesmo se agravar, pois a exposição solar faz com que a pele produza mais oleosidade, o que facilita o aparecimento de novos cravos e espinhas”, afirma a dermatologista Alessandra Nogueira, gerente médica da Galderma. É ela quem dá as dicas:

Para evitar o problema:

– utilize um protetor solar adequado ao seu tipo de pele;

– verifique se os seus hidratantes, protetores solares e cosméticos são não comedogénicos, ou seja, não obstruem os poros;


– utilize água fria para lavar o rosto;

– tenha cuidado ao escolher os produtos para limpar sua pele: opte por um sabonete que limpe profundamente sem causar ressecamento;

Além disso, a mudança de hábitos, como manter uma alimentação saudável e a distância do cigarro também contribuem para conservar sua pele sempre saudável! Também é importante lembrar-se de beber muito líquido, para repor a água que a pele precisa para eliminar as toxinas, o recomendável é dois litros por dia (cerca de oito copos).

Mas se a acne pós-sol já se instalou:


– não lave o rosto muitas vezes para tentar resolver o problema: isso só irá fazer com que a oleosidade aumente, pois a pele tende a produzir mais sebo para se defender do ressecamento causado pela limpeza excessiva;

– lave o rosto com água fria e com produtos que não ressequem excessivamente a pele;

– não use esfoliantes na pele queimada ou logo após a exposição solar;

– Siga as orientações e os produtos prescritos pelo seu dermatologista para driblar a acne nesta época do ano.


– evite a tentação de espremer as espinhas ou cravos, eles podem infeccionar e causar cicatrizes;

– Não deixe de retirar a maquiagem antes de dormir.

Uma grande linha de produtos específicos para o tratamento de cravos e espinhas já existe. Mas vale ressaltar que é importante o acompanhamento de um dermatologista. “A correta aplicação dos produtos e a manutenção do tratamento é fundamental para o sucesso no combate ao problema”, explica Dra. Alessandra.

Galderma/UNO


Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios