Notícias Regionais

Combate à Dengue em Itapema

Ações de prevenção e controle contribuem para controle dos focos

Itapema está preparada para enfrentar a Dengue e os trabalhos não param! Estratégias para evitar a proliferação do mosquito na cidade são destaque em Itapema, e desde 2013 essas ações foram diversificadas. Agora, com as chuvas de verão, o número voltou a subir, mas ainda é menor entre as cidades da região. Agora em 2015 são 23 focos. As equipes permanecem nas ruas orientando a população.

Com o surto da doença na região, uma nova medida foi adotada: a criação de Unidades Sentinelas. A UBS do Tabuleiro e a Meia Praia II, além do Hospital Santo Antônio, se tornaram referência para os pacientes com suspeita de dengue. Nesses locais especias, quem apresenta os sintomas é examinado com rapidez e a coleta do sangue é imediata, para confirmação da doença. Independe do resultado, o paciente já recebe as orientações, e se precisar, o tratamento.

Em todo o ano de 2014, o município registrou 216 focos de Dengue. Para combater o mosquito, armadilhas foram colocados em diferentes pontos, para verificar a existência do mosquito em um raio de 300 metros do local. Outros locais estratégicos, como ferros velhos e borracharia, também são monitorados com atenção especial.

Outro diferencial foi que os Agentes da Vigilância Epidemiológica também receberam treinamento para atenderem denúncias e vistoriar possíveis criadouros. O trabalho foi contínuo e intensificado nos períodos de chuva. Agora em 2015, outros 23 focos do Aedes aegypti foram encontrados em diferentes bairros, mas seguem sendo monitorados diariamente.

No combate ao mosquito transmissor da doença, a população é a grande aliada. A distribuição de materiais educativos é constante. Durante as visitas nas casas, realizadas pelos agentes para inibir criadouros e novos focos, o material é entregue e os Agentes de Combate a Endemias orientam a todos. Tudo para multiplicar as ações de controle do Aedes Aegypti. As orientações também são deixadas nas UBS e pontos turísticos da cidade, para que todos tenham acesso.

“Nossa equipe esta trabalhando nas ruas e focada na prevenção permanente. Também atuamos forte com a educação da comunidade. Trabalhamos sempre com palestras para empresas, profissionais e crianças, e agora todos são multiplicadores para o combate ao mosquito” relata a Enfermeira da Vigilância Epidemiológica de Itapema, Richelle Caroline dos Santos e reforça o apoio da comunidade nas ações.

Um novo mutirão de limpeza dos terrenos baldios na cidade está sendo programado, bem como ações dirigidas de mídia para manter alerta a população e envolver todos na eliminação de possíveis criadouros .

“A Secretaria de Saúde de Itapema e toda a sua equipe viveu momentos de extrema atenção em 2013, com registros de três casos autóctones em nossa cidade. A dedicação de todos e da comunidade nos trouxe experiência e permitiu que trabalhássemos ainda mais fortes com a prevenção. Estamos atentos, intensificando nossas ações e vamos continuar firmes em nosso trabalho. Contamos com a ajuda da comunidade para o sucesso de nossa ações”, afirmou o Secretaria Everton Ricardo da Silva

ai/UNOPress

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo