Notícias Gerais

Clubes de Mães e Grupos da Terceira Idade de Siderópolis promovem exposição de artesanatos

A mostra segue até quinta-feira (27), no Centro Social Urbano, no centro de Siderópolis

Siderópolis – Delicadeza, concentração e um pouco de amor a cada bordado. Assim foram desenvolvidos os trabalhos dos Clubes de Mães e dos Grupos da Terceira Idade da Associação Feminina de Assistência e Bem Estar Social de Siderópolis (Afabess), que estão em exposição no Centro Social Urbano. São mais de duas mil peças expostas na mostra que iniciou na manhã desta terça-feira (25).

São toalhas, cortinas, bolas decorativas e enfeites em geral que enchem os olhos de quem passa pelo local. Conforme a monitora Leusa Comin Rossa, os trabalhos desenvolvidos nas turmas trazem benefícios às participantes. “Esses grupos podem ser considerados terapêuticos, já que as mulheres se reúnem para conversar, para ter contato umas com as outras e para aprender bordados que elas adoram”, observou.

A primeira-dama e presidente da Afabess, Nadir Cesa, ressaltou que não são apenas as mulheres mais novas que estão presentes nos Clubes de Mães. “Nesta exposição tem muito trabalho de senhoras com mais de 80 anos e que fazem parte dos grupos. É prazeroso vê-las participando e ajudando quem está começando agora, ensinando as que ainda não têm experiência com o bordado. É muito importante que elas continuem participando conosco e que prossigam aproveitando a vida”, destacou.

O público que prestigiar o evento também poderá adquirir alguns trabalhos. Além de toalhas e fronhas, outras peças de artesanato produzidas em Siderópolis também estão à venda. A exposição ficará aberta à comunidade até quinta-feira (27), das 9h às 19h.

Os trabalhos e novos projetos

Sob o olhar atento das monitoras, neste ano as mulheres aprenderam a arte do Richelieu e a do ponto segredo em pedrarias. O primeiro consiste em um bordado aberto no qual os desenhos são contornados por um ponto de casear. “Na verdade essa é uma técnica muito antiga, que conquistou as alunas. Muitas resgataram o enxoval e outras até trouxeram esboços que estavam guardados há décadas”, comentou Leusa.

Já o outro foi trabalhado no segundo semestre deste ano e incentivou a criatividade na hora da confecção das peças. “Nós não ensinamos apenas o ponto segredo com pedrarias nas toalhas, mas também em bolas decorativas e em portas-guardanapos, por exemplo”, destacou a monitora Elenita Frassetto Oliveira.

Para o próximo ano, a diretora da Afabess, Simone Bez Birolo, destacou que já há ideias para novos trabalhos. “Nós já estamos elaborando um planejamento para 2015. Não temos nada determinado ainda, mas vamos nos reunir com as líderes no dia 1º de dezembro para discutir o assunto”, explicou. Outro projeto que está sendo estudado é a criação de um Grupo da Terceira Idade no Rio Jordão.

Cris Freitas
ai/UNO

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo