Notícias Gerais

Ciclone extratropical provoca temporais no sul do Brasil

Chuvas diminuem no Sudeste, Centro-Oeste, Norte e Nordeste do País.

Nesta segunda-feira um ciclone extratropical forma-se sobre o oceano e o reflexo disso será o avanço de uma frente fria sobre o Sul do país, que provocará intensos temporais acompanhados de trovoadas, queda de granizo e rajadas de vento entre 70 e 90km/h no Rio Grande do Sul, boa parte de Santa Catarina e sudoeste do Paraná.

De acordo com os meteorologistas da Somar, o acumulado será elevado, variando entre 45 e 60mm em 24 horas, em toda a metade norte do Estado gaúcho e oeste catarinense, principalmente. Com o aumento da nebulosidade e as chuvas, as temperaturas ficam mais baixas no meio-sul do Rio Grande do Sul. Já no noroeste do Paraná faz calor com máximas entre 23 e 26°C.

No Sudeste, as áreas instabilidades vindas do mar provocam chuvas em pontos isolados do norte Espírito Santo. Nas demais áreas da Região o sol aparece, mesmo que entre nuvens. As temperaturas voltam a ficar entre 23 e 26°C na maior parte dos Estados, com exceção do sul de Minas e faixa leste de São Paulo, onde as máximas ficam entre 20 e 22°C.

A chegada de uma nova frente fria provoca pancadas isoladas de chuva apenas no sudoeste e sul de Mato Grosso do Sul. Nas demais localidades do Centro-Oeste o tempo segue seco e a sensação de calor ainda predomina em todos os Estados.

No Nordeste, as chuvas com baixo acumulado atingem o sul da Bahia, além de toda a faixa litorânea nordestina. O calor prossegue em praticamente todo a Região, com exceção do extremo sul da Bahia que ainda registrará temperaturas mais baixas devido a maior quantidade de nuvens.

Na Região Norte, chove no norte de Rondônia, oeste do Acre, Amazonas, Roraima, boa parte do Pará, Roraima e norte do Amazonas, no entanto, não há previsão de grandes acumulados. Mesmo com as chuvas, o calor prossegue em todos os Estados.

Litoral
Os meteorologistas alertam para a previsão de mar agitado no litoral do Sul e Sudeste, com risco de ressacas no Rio de Janeiro.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo