Notícias Gerais

Chuvas intensas atingem sistema elétrico de Joinville

Florianópolis – As chuvas intensas que atingiram ontem Santa Catarina na tarde de ontem causaram diversos estragos ao sistema elétrico, principalmente na região de Joinville. Ali, 29 alimentadores da Celesc (ramais de extensão que transportam a energia da subestação até a residência dos consumidores) sofreram desligamento, mas foram restabelecidos até a meia-noite.

A Agência Regional Joinville trabalhou intensamente para recompor o sistema, com oito equipes leves (para pequenas ocorrências) e quatro pesadas (para ocorrências mais graves). A parte mais atingida foi o sistema elétrico da zona norte de Joinville, com indústrias e residências. No município, a falta de luz atingiu 82 mil unidades consumidoras. Somando todos os municípios abrangidos pela Agência, houve falta de energia em 89.184 unidades (37,66% do sistema atendido pela Agência).

Ainda existem 400 registros de unidades consumidoras sem luz devido a condutores partidos e às chuvas que persistem, impossibilitando o trabalho dos eletricistas. Segundo o chefe da Divisão de Distribuição da Agência Regional Joinville, engenheiro Júlio Cesar Pires da Luz, a maior causa de interrupção da energia foi a queda de árvores sobre a fiação elétrica.

Na região de Itajaí, um alimentador desligado pelo sistema de proteção deixou Barra Velha e São João do Itaperiú sem energia por uma hora. Outro alimentador, que abastece cerca de 5 mil consumidores de Itajaí, ficou desligado durante 2 horas. Além disso, houve diversos casos de cabos partidos e transformadores queimados. A Agência Regional Itajaí da Celesc prestou atendimento de urgência até o início da manhã de hoje com 12 equipes e 4 caminhões de grande porte.


No meio-oeste de Santa Catarina, Joaçaba e municípios próximos também sofreram danos em seu sistema elétrico. No auge do temporal, a parte central da cidade ficou sem luz durante 12 minutos. A Agência Regional Joaçaba da Celesc trabalhou com 12 equipes para solucionar até meia-noite os problemas pontuais existentes. Parte do sistema elétrico de Campos Novos e Monte Carlo também foi atingida.

Na Grande Florianópolis, os ventos fortes causaram danos à rede nos municípios de Santo Amaro, Águas Mornas, Biguaçu e Antônio Carlos. Parte dos consumidores desses municípios ficou sem energia desde o meio da tarde de ontem, quando começou o temporal, até o início da noite. Ao todo, nove equipes trabalharam ininterruptamente para restabelecer o fornecimento de energia na região.

Os dados do CIRAM/EPAGRI apontam que o encontro de duas massas de ar com densidade e temperaturas diferentes foi responsável pela formação de intensos núcleos de instabilidade que provocaram pancadas de chuva, temporais e até alagamentos, além do declínio nas temperaturas no Estado. A condição mais adversa ocorreu em Joinville, onde os temporais causaram ventos de 100km/h e chuva com granizo.

ai/24horas


Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios