Notícias Regionais

Blumenau aprova projetos de habitação para áreas de risco beneficiando 3,8 mil famílias

Blumenau – A Prefeitura de Blumenau dá mais um passo importante para resolver a necessidade de habitações populares no município, evitando as áreas de risco como encostas de morros, projetando a cidade para um futuro mais seguro. A partir do próximo ano, Blumenau contará com mais um projeto de âmbito nacional na área de habitação. Ainda no primeiro semestre de 2010, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária, assina contrato com o sistema Pró-Moradia, do Ministério das Cidades.

Os projetos, que buscam soluções para as áreas críticas de habitação na cidade, serão enquadrados no Programa Novo Lar, com recursos do Pró-Moradia. Serão beneficiadas as ruas Pedro Krauss Sênior, no Vorstadt, Antonio Zendron (a partir da Rua Valério Hostins) e Araranguá, no Garcia, e loteamento Garuva, no Ribeirão Fresco, contemplando ainda o entorno dessas regiões.

Ao todo, mais de 3,8 mil famílias serão favorecidas com obras e serviços voltados para a segurança e o bem estar da população. Além da regularização das áreas, os projetos prevêem a aquisição de terrenos, a edificação de unidades verticalizadas, a recuperação ou melhoria das unidades já existentes e o desenvolvimento de infra-estrutura, com pavimentação, obras viárias, esgotamento sanitário, drenagem pluvial, proteção, contenção, estabilização do solo e recuperação ambiental. Outro fator importante é a criação de equipamentos comunitários e o trabalho social.  

O secretário de habitação e regularização fundiária, Álvaro Pinheiro, afirma que a ação faz parte das obras de prevenção na cidade. “Nossa prioridade foram as áreas de risco e com habitação precária. Nossa intenção é reurbanizar estes locais, dando, além de moradia, estrutura para estas famílias”.


O secretario explica também que a verba deve ser liberada assim que as propostas finais forem concluídas. “Estamos na fase inicial, mas nossa expectativa é muito boa”. Ainda de acordo com Pinheiro, as obras devem iniciar ainda em 2010 e tem um prazo médio de quatro anos para serem finalizadas. 

No total serão investidos mais de R$ 175 milhões, com 6% de contrapartida do município.

Fonte: Assessoria de imprensa


Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios