Notícias Regionais

A sorte segue a coragem palestra com Mario Serigo Cortella

Palestra reúne cerca de mil empresários na Capital
No atual cenário econômico, “a sorte segue a coragem”, garante o filósofo

Florianópolis – Com seu jeito marcante e bem-humorado de abordar assuntos sérios, o filósofo Mario Sergio Cortella palestrou na última quinta-feira (12) na Capital, a convite da CDL de Florianópolis. Uma plateia curiosa para conhecer o pensamento do estudioso sobre os cenários turbulentos e mudanças velozes lotou o espaço do Centro de Eventos da Capital (CentroSul) e cerca de 1 mil associados da entidade acompanharam por duas horas a agradável e inteligente apresentação.

“Foi um sucesso!”, comemorou Marco dos Santos, presidente da CDL da Capital. “Ficamos surpresos com a rapidez com que as vagas esgotaram e foi uma felicidade imensa ver a sala cheia para prestigiar os pensamentos inspiradores de Cortella”, comentou o presidente.

Coragem, paciência e humildade são ingredientes que o filósofo considera fundamentais para amenizar a crise de governabilidade, sendo que cada um desses quesitos exigirá muito do líder para se destacar, disputar o mercado e ir adiante. “Coragem é a capacidade de enfrentar o medo, sair do cotidiano e fazer de forma diferente. Paciência não é a mesma coisa que lerdeza, mas sim, ter inteligência para enfrentar os obstáculos. Já a humildade não é subserviência, mas saber que não sabe tudo e que existem pessoas ao seu redor que tem ideias práticas e melhores aplicáveis”, explicou o filósofo.


Durante o encontro, o palestrante fez questão de reforçar as palavras dos romanos da antiguidade: a sorte segue a coragem. Em momento de crise, quando tudo é mais complexo e com rápidas mudanças, é precioso ser ainda mais competente, caminhar de maneira mais inteligente e, principalmente, ser capaz de ir além do óbvio. “Mais do que nunca é preciso coragem para fazer, coragem para enfrentar e coragem para buscar as metas, acompanhar as transições e superar as adversidades”, garantiu o paranaense.

Para Ricardo Campos, diretor de desenvolvimento da CDL de Florianópolis, a palestra serviu como incentivo para que as pessoas possam enxergar as oportunidades em momentos econômicos turbulentos. “Não devemos ficar estagnados diante dos problemas, pois essa paralisia nos impede de procurar soluções para superar as adversidades. Precisamos, sim, estar preparados e ter coragem para seguir em frente, enxergando as possibilidades mesmo em cenários de retração”, comentou Campos.

Mirian Morfim da Silva
ai/UNO


Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios