Notícias Gerais

23 mil bancários continuam em greve em São Paulo

 São Paulo – Cerca de 23 mil bancários de São Paulo, Osasco e região, que trabalham em 330 unidades, entre agências e prédios administrativos de bancos públicos e privados, entraram hoje (25) no segundo dia de greve. Por volta das 15h, eles fazem uma passeata na Avenida Paulista, em São Paulo, partindo da Praça Osvaldo Cruz em direção ao prédio do Banco Real, onde fica o presidente da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), Fábio Barbosa.

De acordo com o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, o objetivo da mobilização é criticar a proposta dos bancos. Os trabalhadores reivindicam reajuste salarial de 10% e participação nos lucros e resultados (PLR) de três salários mais o valor fixo de R$ 3,85 mil.

Os bancos oferecem 4,5% de reajuste salarial e PLR de um salário e meio, limitada a R$ 10 mil e a 4% do lucro líquido do banco. No ano passado, os bancários receberam de participação nos lucros de 2,2 salários, limitada a R$ 13,8 mil.

Na próxima segunda-feira (28), às 17h, os bancários realizam nova assembleia para decidir os rumos da paralisação.

Flávia Albuquerque /ABr

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo