Criação de Sites


Moda Feminina

Moda Latine

Enops aumenta volume de água tratada em Barra Velha

Barra Velha - A Enops Engenharia S/A, após 18 meses de atuação em Barra velha, gerindo o sistema de abastecimento de água da cidade, elevou o volume de água tratada de 60 para 140 litros/segundo, dando ao sistema maior segurança e confiabilidade. De acordo com o engenheiro Tiago Ramos Eyng, coordenador da empresa de engenharia em Barra Velha, após esse período é possível fazer uma avaliação dos avanços conseguidos na cidade após a atuação da Enops.  

Moda Latine


“Em setembro de 2009, quando a Prefeitura do município de Barra Velha retomou o sistema de abastecimento de água, constatou que as condições nas instalações das unidades operacionais encontravam-se com um alto grau de deterioração”, observa Tiago. Os equipamentos estavam sucateados e muitos quebrados, impossibilitando à sua utilização. As estruturas civis sem conservação e o laboratório de análises completamente vazio. Naquela ocasião, a vazão máxima de tratamento era de 60 litros/segundo”, detalha.  

Tiago reforça que ao assumir os serviços, a Prefeitura, em conjunto com a Enops, empresa contratada responsável pela operação e manutenção do sistema, fez os levantamentos iniciais e em seguida executou adequações nas unidades operacionais e nos equipamentos existentes. A Prefeitura adquiriu e instalou equipamentos novos, foram introduzidos novos produtos químicos e modificados os processos operacionais, propiciando a elevação do volume da estação de tratamento de água para 140 litros/segundo. 

A empresa lista ainda a execução de melhorias na rede de distribuição, como as obras nos bairros São Cristóvão (região do Morro do Colchão) e Itajuba. Estas regiões sofriam com faltas de água constantes que se agravavam nas temporadas de veraneio, onde, para regularizar esta situação, foram instalados novos conjuntos moto-bomba permitindo-se passar a temporada de 2009/2010 sem faltas de água no município e preparar a cidade para este carnaval que inicia sexta-feira, dia 4. 

Limite máximo 

Mas mesmo com estas melhorias, a estação de tratamento de água do Sertãozinho está no seu limite máximo de operação, somada ao grande crescimento vegetativo registrado em Barra Velha em 2010 (no ano passado, foram efetuadas cerca de 1.000 ligações novas de água pela companhia), além da chegada de grandes empresas como a Havan.

 “Mesmo com o aumento do volume disponibilizado de água tratada, acabaram ocorrendo intermitências no abastecimento dos pontos altos da cidade, principalmente nos finais de semana do Natal e Réveillon”, reconhece Tiago.  

Para a solução do problema, na visão do engenheiro, serão necessários investimentos pesados na infra-estrutura local – principalmente na estação de tratamento e na captação, que hoje é feita no Rio Itinga, o qual tem vazão insuficiente – situação que se agrava em tempos de seca, podendo ocasionar um colapso no sistema e deixar os munícipes sem água.  

A Prefeitura local, após conhecimento da situação do sistema, contratou em atendimento à Lei 11.445/2007 o Plano Municipal de Água e Esgoto (PMAE). Este plano fez um diagnóstico do sistema existente, prevendo adequações e melhorias, detalhando os investimentos no sistema necessários para universalizar a cobertura dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário. 

“Dentre estas melhorias, podemos citar uma nova captação de água no Rio Itapocu, que permitiria atender à demanda necessária de água requerida pelo município, além da construção de uma nova estação de tratamento de água, adequação da rede de distribuição e a execução das redes coletoras e de estação de tratamento de esgoto”, enumera. 

Para a Enops, estas obras são de extrema importância para proporcionar maior oferta de água, saúde e qualidade de vida aos munícipes de Barra Velha, além da preservação do meio ambiente com a coleta e tratamento do esgoto, serviço hoje inexistente na cidade.

Juvan Neto
ai/UNO

Moda Latine
Nível Rio Itajaí
Tempo em SC
Seu Signo