Criação de Sites


Moda Feminina

Moda Latine

Assistência, cultura e inclusão em Barra Velha

Barra Velha - Quatro projetos desenvolvidos pela Secretaria de Assistência Social de Barra Velha pretendem reforçar a inclusão social e a melhoria do atendimento às comunidades dos bairros. Os projetos são voltados às áreas de assistência social, inclusão digital, cultura popular e estruturação da própria secretaria. Dois deles, segundo informa a secretária Oleias dos Prazeres Nogaroli, já estão aprovados pelo Conselho de Desenvolvimento Regional, órgão da Secretaria de Desenvolvimento Regional de Joinville, a SDR.


O primeiro é o projeto “Fazendo Música”, que será voltado inicialmente às crianças do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil de Barra Velha, o PETI. Visa a compra de equipamentos musicais e está orçado em R$ 11.514,00. Não há previsão da liberação de verbas, mas é certo que isto deve acontecer somente em 2010. A intenção de Oleias é comprar 19 instrumentos musicais – alguns deles em mais de uma unidade – para equipar o coral e a banda do PETI.

“Solicitamos à SDR violões, baterias, pratos, baquetas, contrabaixo, guitarra, violinos, teclado e microfones, entre outros instrumentos”, relaciona a secretária. A contrapartida proposta pela Prefeitura é de R$ 2.878,00 neste projeto. “Hoje, com a pouca estrutura que temos, já conseguimos um belo desempenho do nosso coral. Com essa banda, teremos resultados melhores”, acrescenta Oleias. A idéia é implantar três aulas semanais de música, de 90 minutos cada, para crianças de vários bairros e também para os integrantes do PETI.

A Secretaria de Bem Estar Social protocolou ainda o pedido de R$ 12.888,00, para o projeto de estruturação do próprio setor com recursos multimídias. A intenção é comprar tela com tripé, data-show, aparelhos de som com CD, caixas acústicas, microfones, câmera digital, entre outros recursos, para as reuniões do setor com a comunidade. Estes equipamentos seriam aproveitados por uma equipe formada por psicóloga, assistente social, coordenadores de grupo, e ainda por entidades como pastorais, cozinha comunitária, grupos de mães e voluntariado em geral.

“Hoje, precisamos de uma estrutura completa para efetivar as ações de políticas públicas de assistência social”, observa Oleias. Nesse sentido, outro projeto, de maior destaque e em fase de conclusão, é o do Centro de Referência e Assistência Social (CRAS), que será encaminhado a Brasília. Este é um projeto mais amplo – orçado em R$ 163 mil. Deste valor, R$ 13 mil são contrapartida da Prefeitura. O recurso principal vem de emendas do deputado federal Mauro Mariani (PMDB).

A intenção é construir no São Cristóvão um amplo centro de atendimento psicológico, socioeducativo e familiar, de 222,60m². O quarto projeto, finalmente, é o da implantação dos cursos de informática, que serão gratuitos e destinados à comunidade, numa proposta de inclusão digital. O objetivo é iniciar as aulas ainda neste ano – a secretaria está definindo locais e datas para este início. A secretária acredita que 2010 virá com novidades no setor.

Fonte : Oleias dos Prazeres Nogaroli
Assessoria de Comunicação Social
Juvan Neto - Jornalista SC 01359 JP

Moda Latine
Nível Rio Itajaí
Seu Signo
Tempo em SC