Criação de Sites


Moda Feminina

Moda Latine

70 mil visitantes se reúnem na Festa Nacional do Pirão

Barra Velha - A 13ª Festa Nacional do Pirão registrou um público entre 70 e 80 mil pessoas em seus quatro dias de execução e ampliou em 30% sua estrutura física para recepcionar visitantes do município, região e vários Estados do Brasil. A avaliação é do prefeito Samir Mattar (PMDB), que no dia 7, encerrou a maior comemoração da cidade participando do show da dupla Rick & Renner. Desde a abertura, na sexta-feira, dia 4, até o encerramento, foram cinco shows nacionais e estrutura de gastronomia ampliada, além da melhoria de toda a parte física do evento – com maiores espaços de recepção, estandes de feiras, camarotes e área de shows nacionais.

Moda Latine

O maior público dos grandes shows foi o mesmo o de Fernando & Sorocaba, na abertura, dia 4. Em seguida, pela ordem de público, vieram Papas da Língua (dia 6), Rick & Renner (dia 7), Roberta Miranda e Álvaro & Daniel (dia 5). “Creio que sem dúvidas, foi a maior comemoração já realizada em Barra Velha”, observa o prefeito Samir. Também entre as novidades do ano, esteve a estreia da parte interna do ginásio de esportes Alfredo José de Borba como espaço de gastronomia, além das mascotes – um pescador gigante, um siri e um camarão – criados pela Cia. dos Ventos (Escola de Teatro Liberdade), de São José dos Pinhais, no PR, que também manteve estande na festa.

As mascotes viraram febre principalmente entre as crianças, que paravam para tirar fotos com os bonecos. No domingo, dia 6, o pescador gigante chegou a marcar presença na arquibancada da arena do 5º Rodeio do Pirão, outra das atrações da festa. Quem chegava de longe, já via o bonecão entre os presentes, chamando atenção. No palco alternativo, também houve recorde de público, com 15 apresentações folclóricas e o tradicional concurso de comedor de pirão. O vencedor eleito como comedor de pirão mais rápido do Brasil é Robson Potência, um baiano de Salvador que veio conhecer a festa. Ele venceu seus competidores ao devorar um prato de pirão em menos de dois minutos, e recebeu brindes e prêmio de R$ 150 das mãos do prefeito Samir Mattar e da rainha do evento, Jaqueline Moreira.

Na praça gastronômica, o espaço para alimentação ficou pequeno – alguns reclamaram – enquanto outros aproveitaram para degustar pratos como camarão crocante, filé de peixe e churrasco, tudo acompanhado pelo pirão, carro-chefe da festa, e até mesmo uma novidade: pirão com ova de peixe e paella. A turista Margarida Voigt, de Curitiba, aprovou: “a gastronomia de Barra Velha é uma verdadeira delícia”, ressaltou. Já Márcio Veiga, que veio de Erechim, no RS, gostou do pirão com lingüiça: “É coisa de açoriano”, brincou ele. Marcio sugeriu ainda que em 2010, façam pirão com feijão e rodelas de lingüiça calabresa, prato que ele sentiu falta no evento deste ano.

Na área dos estandes, várias atrações para adultos e crianças: recreação infantil, artistas plásticos, presença de entidades como a Associação Barravelhense de Artesãos (Asbart), Associação de Proteção ao Portador e Ex-portador de Câncer (AAPEC), além do Projeto “O Boneco e a Sociedade”, da Cia. dos Ventos do Paraná. A estrutura de estandes contou ainda com o estande receptivo da Secretaria de Turismo local, e da equipe da Saúde. “Eu gostei dos estandes, há mais opção para ser vista do que em anos anteriores”, elogia Maria das Graças Angioletti, que integra um grupo de idosos de Itajaí e marcou presença na “Festa do Pirão da Terceira Idade”, promovida no domingo à tarde, com a dupla Junio & Julio. 

O arranjador, compositor, instrumentista, poeta e tocador de toadas do boi-bumbá Eduardo Bueres, que veio de Belém do Pará para visitar amigos em Barra Velha, além de conhecer a 13ª Festa Nacional do Pirão, ficou impressionado com o evento e a presença dos grupos folclóricos como a Associação Angelina Blahobrazoff, de Balneário Piçarras, com sua dança russa, e o Grupo Alma Açoriana, de Barra Velha, com suas danças típicas que relembram as tradições do arquipélago dos Açores. Segundo Eduardo, a Festa do Pirão tem tudo para se consolidar como um dos maiores eventos do Estado de Santa Catarina.

Eduardo, que comanda em Belém do Pará a “Comitiva do Boi Estrelado”, retorna amanhã (dia 11 de setembro) para seu Estado, e enfrentará mais de 8h de viagem de avião guardando as lembranças desta tradicional festa cultural catarinense. “Agradecemos todos os visitantes, os de perto e os de longe”, destaca o secretário de Turismo Clóvis Cardoso, juntamente com Maria Conceição Freitas, presidente da Fundação Municipal de Turismo.

 

Fonte: Assessoría de Imprensa

Moda Latine
Nível Rio Itajaí
Seu Signo
Tempo em SC