Criação de Sites


Acordo de trabalho de vigias e motoristas do transporte escolar com prefeitura municipal

Abelardo Luz - O Governo de Abelardo Luz voltou a negociar, na semana passada, com o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (SITESPM-CHR)  reivindicações da categoria. Desta vez a rodada de negociação discutiu questões relacionadas ao trabalho dos vigias e motoristas do transporte escolar. Ambas as partes firmaram acordo coletivo de trabalho com o Município, com vigência no período de 9 de junho até a reformulação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários.

No acordo firmado com os vigias ficou estabelecido o cumprimento de carga horária de no máximo 200 horas por mês. O funcionário trabalha uma semana e folga outra, iniciando sua jornada às 18h com saída às 6h do dia seguinte. O município, por sua vez, efetuará o pagamento de adicional noturno e mais 20 horas extras de 100% ao mês.

Já aos motoristas do transporte escolar serão pagas horas-extras pela média anual durante a semana que ficarem a disposição da prefeitura. Todos cumprirão os horários estabelecidos e a cada dia um funcionário ficará de plantão para atender emergências, ficando a disposição da prefeitura municipal no período em que não estiver fazendo o transporte de escolares.

Os acordos de trabalho foram firmados no dia 9 de junho e atende os reclames dos servidores em relação à defasagem salarial, principal problema da categoria, que só deve ser solucionada com a aprovação do novo Plano de Cargos e Salários. "Os motoristas ficavam muito tempo ociosos na prefeitura e agora ficarão em casa no período em que não estão trabalhando. Já os vigias terão que cumprir a jornada de 12 horas diárias e receberão horas extras e adicional noturno conforme determinado", explicou o assessor de Recursos Humanos e membro da comissão de negociação, César Piccinin.

Negociação
As negociações com o sindicato iniciaram no mês de janeiro. Em maio, após várias audiências, Sindicato e Município firmaram o primeiro acordo coletivo de trabalho com os servidores da história do município. Das reinvindicações algumas delas já foram cumpridas como o reajuste de 5,83%, concessão de Licença Maternidade de 180 dias para as servidoras municipais e redução da jornada semanal de trabalho de 44 horas para 40 horas semanais.

Márcio Magedanz
ai/uno

Nível Rio Itajaí
Seu Signo
Tempo em SC